sexta-feira, 8 de setembro de 2017

Cinema: Mundo Cão



 Adri é e sempre será a grande VENCEDORA SEMPRE!
 
 Mundo Cão concorre há 6 indicações
Força, Adri! Eu e o FC Oficial Nossa Estrela está jogando muitas energias positivas pra você e Mundo Cão levarem todos os troféus pra casa!
Taís Almeida Cardoso - Adm. 


Twitter

6 de agosto de 2017 


25 de março de 2017

Adriana recebe Prêmio do Festival de Cinema de Lisboa - 11 de maio de 2016

http://www.fcnossaestrela-adrianaesteves.com/premios.html

 Filme que marcou Adriana e Babu no Cinema

Mundo Cão em Festivais

 Mundo Cão em Lisboa




"Mundo Cão", do brasileiro Marcos Jorge, ganha prêmio em Paris

Longa tem no elenco Adriana Esteves e Lázaro Ramos
O filme "Mundo Cão", do cineasta brasileiro Marcos Jorge, ganhou nesta terça-feira o prêmio do público do "Festival de Cinema Brasileiro" de Paris, anunciaram os organizadores. Protagonizado por Lázaro Ramos, Babu Santana e Adriana Esteves, o longa narra a história de Santana (Babu Santana), funcionário do departamento de controle de zoonoses de São Paulo que recolhe cachorros de rua. 
A situação se complica quando ele se vê obrigado a sacrificar o rottweiler de um ex-policial psicopata. O festival de cinema brasileiro organizado na sala de cinema Arlequin de Paris terminou nesta terça com a votação do público para escolher o melhor filme, com a exibição de "Tudo Que Aprendemos Juntos", de Sérgio Machado, e show de Teresa Cristina.  



 Estreia Oficial: 17 de março de 2016
Informações sobre Mundo Cão

 Pré Estreia SP: 7 de março


 


Promoção Mundo Cão 
http://www.fcnossaestrela-adrianaesteves.com/game-mundo-catildeo.html
 Game Mundo Cão- Somente membros do FC 

GAME ENCERRADO!!!!!!!


(Vencedores

Brindes
 




Respostas do Game


Etapa 1                                           

Lázaro Ramos: Ator Paulinho (Nenê)
Toca Seabra: Diretor Fotografia
Adriana Esteves: Atriz (Dilza)
Marcos Jorge: Roterista e Diretor
Thainá Duarte: Atriz (Isaura)
Cláudia da Natividade: Produtora
Babu Santana: Ator (Santana)
André Finotti: Montagem
Vini Carvalho: Ator (João)
Toca Seabra: Diretor de Fotografia
Lusa Silvestre: Roteirista
Iafa Britz: Produtora
Maurício Tagliari: Música Original

 Etapa 2

1 – Marcos Jorge já trabalhou com alguém do elenco em outra produção. (V)
2 – Adriana Esteves, no filme As Meninas, viveu a personagem Lia. (F)
3 – Lázaro Ramos ganhou o Emmy. (F)
4 – Babu Santana foi indicado ao Grande Prêmio do Cinema Brasileiro como melhor ator coadjuvante. (V)
5 – Estômago e O Duelo são filmes do mesmo diretor de Mundo Cão. (V)
6 – Adriana Esteves trabalhou com Marco Ricca em Tiradentes (V)
7 – Em Real Beleza a personagem de Adriana Esteves termina com a personagem de Francisco Cuoco. (V)
8 – Babu Santana já trabalhou em novelas da Globo. (V)
9 – Thainá Duarte foi filha de Adriana Esteves em Avenida Brasil. (F)
10  – Adriana Esteves e Lázaro Ramos já trabalham juntos em outra produção. (F)
11 - Adriana Esteves concorreu ao Emmy por seu trabalho em Avenida Brasil (F)

Etapa 3


1 - REAL BELEZA
__ E A __  __E__E__A 


2 - TRAIR E COÇAR  É SÓ COMEÇAR
__ __ A __ __  E __ __ __ A __ E __ __ __ __ __E __ A __ 

3 - AS MENINAS
A__ __E__ __ __ A__


4 - CANASTRA SUJA
__ A __A__ __ __ A  __ __ __ A

5 - MUNDO CÃO
__ __ __ __ __  __ Ã__

6 - O TRAPALHÃO E A LUZ AZUL
__  __ __ A__ __ Ã__ E A  __ __ __  A__ __ __


7 - TIRADENTES
__ __ __ A__ E__ __ E __

Qual filme que Adriana Esteves fez uma breve participação (em apenas 2 cenas?
Inspetor Faustão e o Mallandro
 

Etapa 4

Texto Vencedor

  Adriana Esteves fala sobre Mundo Cão, seu novo filme

vídeo mandado por Mariana Lourenço Redondo - Lisboa (Portugal)  

Entrevista Adriana

 Não é só o espectador que vai perder o sono depois de assistir ao novo filme do cineasta Marcos Jorge, com estreia nos cinemas marcada para o dia 17 de março. Adriana Esteves, uma das protagonistas da produção, conta que o surpreendente roteiro de “Mundo Cão” mexeu muito com ela.

“Fiquei bastante afetada. A cada etapa, ele me tomava mais. Quando escolho o papel que vou interpretar, vale muito aquilo que bate de primeira”, afirma. No longa, ela é Dilza, uma dona de casa evangélica que vive feliz junto ao marido Santana (Babu Santana) e os filhos. Sua pacata rotina muda drasticamente quando o caminho de sua família cruza com o do ex-policial sociopata Nenê (Lázaro Ramos).
Dilza ajuda a complementar a renda vendendo calcinhas que ela mesma costura, apesar de sua aflorada religiosidade. “Ela é o ponto de equilíbrio do Santana”, explica Babu, com quem Adriana nunca havia trabalhado, mas garante ter se tornado grande amiga. A atriz ficou responsável por sequências de tirar o fôlego e vive fortes emoções para garantir o bem-estar de seus filhos.
Produzido pela Zencrane Filmes em parceria com a Migdal Filmes, com coprodução da Paramount Pictures Corporation, da Globo Filmes e da Lereby e distribuição da Paris Filmes e da Downtown Filmes, o suspense reúne um elenco de peso: Lázaro Ramos, Adriana Esteves, Babu Santana, Milhem Cortaz, Antonio Ravan, Thainá Duarte, Vini Carvalho, Dionísio Neto, entre outros.
Sinopse
Santana (Babu Santana) é um funcionário do Departamento de Combate às Zoonoses que trabalha recolhendo cachorros perigosos das ruas, na época em que a lei que proíbe o sacrifício de animais sadios ainda não havia sido sancionada. Avesso a confusões, ele leva uma rotina tranquila com sua esposa e filhos até o dia em que seu caminho se cruza com o de um rottweiler. Por um mal-entendido, o dono do cão, Nenê (Lázaro Ramos) se indispõe com Santana e suas atitudes vão alterar completamente a vida dele e de sua família.


                                            Twitter 

Muita tensão no trailer do suspense ‘Mundo Cão’, com Lázaro Ramos e Adriana Esteves




“É um suspense cheio de reviravoltas, interpretado por um elenco de peso, filmado em locações especiais que retratam bem a vida na metrópole. Tenho certeza de que o resultado final vai surpreender e encantar o público” 
Marcos Jorge (Diretor)
Vídeo do Trailer mandado por Mariana Lourenço Redondo - Lisboa (Portugal) 
Susy Vaz Correia Faria - Simcoe, Ontario (Canadá) 

A vida da família de Santana (Babu Santana) nunca mais será a mesma depois que seus caminhos se cruzarem com os de Nenê (Lázaro Ramos) em ‘Mundo Cão‘, novo filme de Marcos Jorge.

É isso que mostra o trailer que acaba de ser divulgado.

A rotina tranquila de Dilza (Adriana Esteves) e dos filhos João (Vini Carvalho) e Isaura (Thainá Duarte) se transforma e os dias passam a ser de dúvida, desespero e tensão. Nenê, um apaixonado por cães e futebol, também apresenta seus “melhores amigos”: Nero, Calígula, Herodes e Salomé


Santana (Babu Santana) é um funcionário do Departamento de Combate às Zoonoses que trabalha recolhendo cachorros perigosos das ruas, na época em que a lei que proíbe o sacrifício de animais sadios ainda não havia sido sancionada. Avesso a confusões, ele leva uma rotina tranquila com sua esposa e filhos até o dia em que seu caminho se cruza com o de um rottweiler. Por um mal-entendido, o dono do cão, Nenê (Lázaro Ramos) se indispõe com Santana e suas atitudes vão alterar completamente a vida dele e de sua família.

Lázaro Ramos, Adriana Esteves, Babu Santana, Milhem Cortaz, Paulinho Serra, Antonio Ravan e Vini Carvalho estrelam. Marcos Jorge (‘O Duelo’) dirige.

O roteiro do longa é de Marcos Jorge e Lusa Silvestre, e a fotografia leva a assinatura de Toca Seabra. No elenco de Mundo Cão também estão Dionísio Neto, Paulinho Serra, Milhem Cortaz, Antonio Ravan e João Signorelli, entre outros.

São Paulo, 2007. Santana é um laçador de cães do Departamento de Controle de Zoonoses do município. Baterista amador, simpático e bonachão, ele sempre manteve a violência longe da porta de sua casa. Até o dia em que, numa escola, ele captura um enorme cachorro. Decorridos três dias, apresenta-se o dono do cão, um homem de apelido Nenê. Mas, seguindo a lei, o animal foi sacrificado. Por um mal-entendido, Nenê se indispõe justamente com Santana, considerando-o responsável pela morte do animal. A partir desse encontro, a vida de todos os envolvidos nessa história mudará para sempre
Ficção/Fiction
Cor/Color DCP 100'
Brasil - 2015  
Direção/Direction: MARCOS JORGE
Roteiro/Screenplay: MARCOS JORGE
LUSA SILVESTRE
 
Empresa Produtora/Production Company:
ZENCRANE FILMES

Produção/Production:
CLÁUDIA DA NATIVIDADE,
IAFA BRITZ
 
Fotografia/Photography:
TOCA SEABRA
 
Montagem/Editing:
ANDRÉ FINOTTI
 
Música/Music:
MAURÍCIO TAGLIARI


Elenco/Cast: 
 BABU SANTANA - Santana
ADRIANA ESTEVES - Dilza
LÁZARO RAMOS - Paulinho (Nenê)
THAINÁ DUARTE - Isaura

VINI CARVALHO - João

Crítica do Estadão sobre o filme

 





  Mais Vídeos
 Making Of
Fotos



Filme que conta com Adriana Esteves, Lázaro Ramos, Dionísio Neto, Babu Santana no elenco e as filmagens são na capital de SP e .....segredos.....

A medida que eu vou recebendo informações que possam ser divulgadas, eu vou informando aqui.

E as informações começam a pipocar..... 
 

Mundo Cão: Clipe exclusivo traz duelo entre Palmeiras e Corinthans no videogame

Filme é estrelado por Lázaro Ramos e Adriana Esteves

13/01/2016 15h12

por Pedro Tritto

Mundo Cão, novo filme nacional com Adriana Esteves, ganhou um novo clipe, que vocês assiste com exclusividade aqui no Cineclick. No vídeo, podemos ver pai e filho disputando o tradicional clássico paulista de futebol, Palmeiras e Corinthians, no videogame. Veja mais abaixo qual time leva a melhor.
Na história, Santana (Babu Santana) é um funcionário do Departamento de Combate às Zoonoses que trabalha recolhendo cachorro na rua. Ele leva uma rotina bem tranquila com a família até o dia em que seu caminho se cruza com o de um rottweiler.



Quem dirige o longa é Marcos Jorge, o mesmo de O Duelo. Além de Esteves, o filme conta com Lázaro Ramos, Babu Santana, Milhem Cortaz, Antonio Ravan, Thainá Duarte e Vini Carvalho. A estreia está programada para março

 Fonte: Cineclik



Facebook do Festival

Dia 3 de outubro, Mundo Cão entra no Festival do Rio


 Mundo Cão irá participar do Festival de Cinema do Rio 
Chances de Mundo Cão ir pra Cannes!!!!!!! EU TO NA TORCIDA!!!!!!!
Presidente – Taís Almeida Cardoso - Valinhos (SP) 






Algumas fotos foram me mandadas por Isabel Sousa Dias - Lisboa (Portugal)
Encontro com a fã Isabella Mora, da Colômbia nesse evento

Críticas após a exibição no Festival

“MUNDO CÃO” Brutalidade, inquietação e senso de revanche no sólido filme de Marcos Jorge

Ensaio sobre a bestialidade nossa de cada dia, Mundo Cão, thriller de vinganças à luz de contradições sociais, exibido no sábado na Première Brasil, marcou a volta do diretor paranaense Marcos Jorge à boa forma de seu primeiro e premiado longa-metragem: Estômago (2007). Embora prejudicado por um emprego excessivo de trilha sonora, mesmo em momentos intimistas carentes de silêncio, o filme esbanja vigor no roteiro de Lusa Silveira, cuja estrutura sinuosa amarra pontas soltas e semeia viradas com discrição, sem se sobrepor a uma discussão quase existencial sobre fracos versus fortes e sobre vitimização.
Seu universo da violência é, uma vez mais, discutido pelo cineasta a reboque de uma microfísica do Poder: de um lado, um funcionário do Departamento de Controle de Zoonoses (vulgo Carrocinha) de São PauloSantana (Babu Santana, em mais uma atuação primorosa); do outro, um ex-policial corrupto, hoje barão do mercado de caça-níqueis, Neném (Lázaro Ramos, perfeito no limite entre a vilania e docilidade). Com base nessas duas figuras, Jorge promove uma discussão sobre o descontrole da segurança em espaços urbanos antenados com reflexões recentes do cinema latino, em especial o mexicano Zona do Crime (2007), de Rodrigo Plá, e o chileno Matar a un Hombre, de Alejandro Fernández Almendras.
Nos filmes de Jorge, há sempre dois hemisférios que colidem e se digladiam numa oposição de forças de início desleal. Em Estômago, um prisioneiro dócil, de obediência quase bovina, passa por uma educação pela pedra nas mãos de um chefe do crime até passar de cordeirinho a ave de rapina.
Em Corpos Celestes, de 2009, codirigido por Fernando Severo, um físico que desaprendeu a amar é confrontado com a criança amorosa que um dia foi para se reinventar, num embate entre passado e presente. E em O Duelo (2014), um marinheiro cheio das bravatas entra em queda de braço com um contador de histórias profissional para ver que verdade vingará no tempo, passando de um falso heroísmo a um presente de glórias reais.
Com seu timbre de suspense, Mundo Cão se embrenha pelas mesmas veredas: logo, reitera um caminho autoral para o realizador de Curitiba. Só que aqui o caminho é vitaminado por uma ambição visual maior. Planos exuberantes da paisagem paulistana, dos subúrbios ao centro da metrópole (sobretudo o de um estádio lotado para um partida do Palmeiras), alimentam o filme visualmente na paleta precisa de Toca Seabra. A partir dela se desenha a rivalidade entre dois homens, que vai além do medo e da razão, num enredo que, por vezes, parece perder o tom, gravitando de uma tragédia quase melodramática ao humor negro, porém acaba encontrando harmonia e retidão, numa montagem capaz de enervar.
Entre capturas de cães raivosos pelas ruas e ensaios roqueiros em sua bateria de fundo de garagem, Santana vive uma rotina alegre com a mulher, Dilza (Adriana Esteves), e os dois filhos. É uma vida pacata, mas de prazeres e responsabilidades doces. Mas uma ação corriqueira, de sacrificar um cachorro bravo que andava solto pelas ruas, mudará seu destino. O animal era patrimônio de Neném, criador de cães que utiliza os bichos para agredir seus desafetos e testar a lealdade de seus asseclas. Ao saber que Santana matou seu totó favorito, ele decide sequestrar o filho mais novo do pacato algoz. A partir daí, a paz se torna um sujeito oculto na gramática diária do “homem da Carrocinha”, até que este reage e passa do plano dos coitados para o plano dos opressores.
É dessa dicotomia que é feito o cinema de Marcos Jorge e, a partir dela, ele vagueia por universos por vezes ignorados mesmo nos mergulhos do cinema na periferia. Aquela retratada em Mundo Cão não é o planisfério da favela, nem o do asfalto. É uma zona intermediária, de uma classe mais pobre, que se equilibra entre empregos assalariados e bicos (Dilza vende calcinhas). O Neném vivido por Lázaro também alcança tridimensionalidade, demonstrando afeições em meio à sua postura rude.
É, portanto, um filme sólido, que consolida a trajetória autoral de Jorge e sua parceria com Lusa em diálogos que traduzem brutalidade, inquietação e o senso de revanche
.
Fonte: omelete.uol.com.br/filmes/criticas/mundo-cao-1/?key=101022


Com aviso contra spoiler, “Mundo Cão” estreia no Festival do Rio



RIO – Minutos antes da sessão de estreia de“Mundo Cão” no Festival do Rio, neste sábado, a equipe do filme distribuiu panfletos para os convidados. As mensagens eram claras e pediam que o público evitasse compartilhar nas redes sociais detalhes sobre as reviravoltas do roteiro assinado pelo diretor Marcos Jorge e por Lusa Silvestre. A história, que concorre na mostra competitiva Première Brasil, é protagonizada por Babu Santana, Adriana Esteves e Lázaro Ramos. Muito aplaudido, o longa pretende surpreender o espectador com uma guinada a cada 15 minutos.

Assim como acontece em “Estômago”, lançado por Marcos Jorge em 2007, não faltaram momentos em que a trama seguiu por um caminho inesperado durante os 100 minutos de duração. Para satisfazer a vontade da equipe do filme, a menor quantidade possível de revelações será feita daqui em diante.

Babu Santana vive Santana, um funcionário boa-praça do Departamento de Controle de Zoonoses que dirige um Wolkswagen Santana. Casado e pai de dois filhos, o pacato homem da carrocinha vê uma espiral de vingança levar violência para dentro da própria casa depois que cruza o caminho de Nenê, gângster sociopata vivido por Lázaro Ramos.

Junto ao parceiro, Santana captura um rotweiller de Nenê, que havia fugido do canil do mafioso. Depois de três dias, o cão é sacrificado de acordo com a lei. O personagem de Lázaro, então, decide pagar com sangue a morte do animal de estimação e sequestra o caçula do funcionário do Departamento de Controle de Zoonoses.

O filme nasce de duas coisas. A primeira é uma lembrança da minha infância. Nos anos 1970, o Brasil era assolado raiva. E as carrocinhas cruzavam a periferia e levavam todos os cães que encontravam. Eu vivia com medo que meu cachorro fosse pego por ela. A segunda é a paternidade. Ela é incrível, mas vem junto com o medo de perder seu filho – resumiu o diretor.

Fonte: http://oglobo.globo.com/cultura/filmes/com-aviso-contra-spoiler-mundo-cao-estreia-no-festival-do-rio-17684869?utm_source=twitterfeed&utm_medium=twitter


Matérias 

Cena de 'Mundo Cão' mostra embate entre Lázaro Ramos e Babu Santana

Dirigido por Marcos Jorge, filme compete no Festival do Rio.
Thriller chega aos cinemas em março de 2016.

Do G1, em São Paulo
"A Prefeitura deveria de pôr esgoto, de cuidar de dengue, não de matar meu cachorro. Ele era adestrado, tinha mais escola que você, entendia até alemão", diz Nenê (Lázaro Ramos) em uma discussão acalorada com Santana (Babu Santana) em cena inédita do thriller "Mundo Cão", do diretor Marcos Jorge.  


Assista ao vídeo acima.
No longa, Babu Santana dá vida a um simpático empregado do Departamento de Combate às Zoonoses - responsável por tirar cachorros perigosos das ruas - que vê sua vida virar de cabeça para baixo ao conhecer Nenê, vivido por Lázaro Ramos.
Com estreia prevista para março de 2016, o filme participa da Mostra Competitiva da Première Brasil, no Festival do Rio, com exibição no Cine Lagoon e no Cine Odeon, dia 3, às 22h30m e dia 4, às 16h, no Cine Encontro, seguida de debate.
Adriana Esteves, Milhem Cortaz, Paulinho Serra, Antonio Ravan, Thainá Duarte e Vini Carvalho também estão no elenco.

 ‘Mundo Cão’, novo longa de Marcos Jorge, tem Babu Santana, Lázaro Ramos e Adriana Esteves no elenco

 

 

Mundo Cão

Lázaro Ramos e Adriana Esteves estão no longa

Com Adriana Esteves, Lázaro Ramos, e Milhem Cortaz no elenco, o filme “Mundo Cão” começou a ser filmado há alguns dias na capital paulista. Dirigido por Marcos Jorge (“Estômago”), o filme conta a história de Santana, um pacato funcionário do departamento de combate às zoonoses de um órgão público cujo trabalho é recolher das ruas cães abandonados. Sua vida, porém, tem uma grande reviravolta depois que o dono de um dos animais recolhidos aparece furioso para reclamar. O lançamento do longa-metragem está previsto para o primeiro semestre de 2015.

 


SÃO PAULO — É por meio de múltiplas camadas de informações que o diretor de arte Valdy Lopes tece no set de filmagens a história de Santana (Babu Santana), protagonista de “Mundo cão”, novo longa-metragem de Marcos Jorge e Lusa Silvestre, os mesmos criadores de “Estômago”. Numa casa na periferia da Zona Oeste de São Paulo alugada e reformada por cinco meses para servir de locação à equipe por cinco diárias, foi criado o lar do personagem que é laçador de animais do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ).

A cozinha impecável e o trecho de um Salmo na parede da sala revelam que sua mulher, Dilza (Adriana Esteves), é evangélica e uma devotada dona de casa. A máquina de costura e vários manequins com calcinhas indicam qual o trabalho dela para ajudar a criar os dois filhos do casal. Uma parede coberta de caixas de ovos sinaliza que o hobby de Santana (Babu Santana) é tocar bateria na igreja da esposa.

Não é um filme de periferia. Mas trata de um personagem de classe média baixa. A ideia é entender esses personagens através do universo no qual vivem — explica Lopes sobre o realismo do set, mostrando que nos muros da casa foram colocados cacos de garrafas, elemento que fascina o diretor Marcos Jorge e serviu para que ele criasse na década de 90 uma videoarte com essas imagens.

Tamanho realismo serve para apresentar ao espectador um personagem que é, segundo a definição do diretor, “quase o homem cordial”. Ele viverá grandes reviravoltas após um embate com o sociopata Paulinho (Lázaro Ramos), um criminoso envolvido com jogos de azar.

Ainda nas filmagens de “Estômago”, Lusa falou dessa nova parceria com Marcos Jorge. Um ano depois, quando a ideia estava mais desenvolvida, voltamos a conversar. Como já tocava percussão no Nós do Morro, não foi difícil aprender bateria. Fiz testes e passei no final do ano passado — lembra Babu Santana, bricando que o personagem “não mata, nem rouba” e é, portanto, bem diferente de tudo o que já fez no cinema.

O filme é ambientado em 2007, quando a política de controle de zoonoses previa sacrificar animais capturados se num prazo de três dias não fossem reclamados pelo dono. Santana é chamado numa escola para resgatar um cachorro grande, que acaba sacrificado. O dono, Paulinho, vai tirar satisfações.

As filmagens começaram em 27 de abril e terminam em 2 de junho. “Mundo cão”, co-produção da Zencrane Filmes com a Migdal Filmes, deve estrear no primeiro semestre de 2015, com distribuição da Paramount. Marcos Jorge classifica a obra como “um suspense, com tons de comédia e drama”.

Gosto de misturar, combinar gêneros. É a história de um cotidiano alterado por um caso fortuito. Há muitas viradas e surpresas em todos os atos. Uma das principais locações é essa. Mas é um filme estranho, quase on the road, com 21 locações — explica Jorge, ponderando que na escolha do elenco, tendo Babu como protagonista e Lázaro como antagonista, o filme “subverte os padrões do cinema nacional” É um filme de ator, com participações especiais incríveis e um roteiro muito elaborado e construído. Estamos filmando a quarta versão.



Publicidade
Depois de um anos de férias na TV, Adriana Esteves decidiu se dedicar ao cinema. Entre novembro e dezembro do ano passado, filmou “Beleza”, de Jorge Furtado. Lembra ter recebido muitos roteiros, mas “estava exigente” antes de aceitar fazer parte do elenco de “Mundo cão”.

“Mundo cão” chamou minha atenção na hora. Li assim que recebi e prometi dar uma resposta no mesmo dia — conta a atriz, já se preparando para volta a TV no ano que vem, mas com dois outros projetos de cinema em estágio de “namoro”. — Dilza é uma dona de casa trabalhadora, reflete a luta diária de uma mulher brasileira. Vive num casamento feliz, apaixonada pelo marido, numa família toda certinha. É extremamente religiosa. Até que surpresas bem desagradáveis mudam tudo — adianta a atriz.

Completam o elenco e fazem sua estreia como atores Vinícius Souza Carvalho, de 10 anos, e Thainá Duarte, de 18 anos, intérpretes dos filhos do casal. Foram selecionados entre mais de 160 crianças e jovens testados para os papéis. Segundo o preparador de elenco Bruno Costa, a concentração, a disciplina e a semelhança entre a dupla foi fundamental para a escolha.

Dia 29 de outubro o diretor Marcos Jorge e sua equipe reuniram-se na O2 com os profissionais de pós produção que iniciam toda a finalização do longa Mundo Cão.

O filme, que tem no elenco Adriana Esteves, Lázaro Ramos, Babu Santana e Milhem Cortaz deve estrear no primeiro semestre de 2015 e é uma produção da Zencrane Filmes e Midgal Filmes com distribuição da Paramount.

Marcos Jorge é o responsável pelo roteiro com Lusa Silvestre. Mundo Cão é um suspense com tons de comédia e drama.




Adriana Esteves será casada com um laçador de animais em filme

Atriz vai atuar ao lado de Babu Santana no longa ‘Mundo Cão’, que estreia em 2015

Rio - Aí estão Adriana Esteves e Babu Santana em cena de ‘Mundo Cão’, de Marcos Jorge, que tem estreia prevista para 2015. O filme conta a história de Santana (Babu), casado com a evangélica Dilza (Adriana), com quem teve dois filhos. Laçador de animais do Centro de Combate às Zoonoses, recolhe cachorros abandonados. Dias depois de capturar um grande animal, encontra o ex-policial Paulinho (Lázaro Ramos), que diz ser o dono do cão. O homem se indispõe com Santana, e suas atitudes vão alterar a vida de ambos. O roteiro é de Marcos Jorge em parceria com Lusa Silvestre (mesmos autores de ‘Estômago’). 



'Mundo Cão', de Marcos Jorge, reflete sobre barbárie e clamor por justiça 

 Longa estrutura-se no embate entre os personagens de Lázaro Ramos e Babu Santana

 19 de maio de 2014 | 2h 06

Iafa Britz veio especialmente de Salvador para assistir, no começo de maio, à filmagem de uma cena importante de Mundo Cão, no Estádio do Pacaembu. O longa de Marcos Jorge estrutura-se no embate entre os personagens de Lázaro Ramos e Babu Santana. A cena filmada mostra Lázaro com um garoto no meio da torcida do Palmeiras




Existem cerca de 200 figurantes que vestem verde e branco. Nos efeitos especiais, serão multiplicados para lotar o estádio. A cena de Irmã Dulce, que Iafa produz - por meio de sua empresa Migdal - e a cuja rodagem o repórter assistiu na capital baiana, também envolve efeitos. Uma multidão de 500 pessoas ovacionava Irmã Dulce na recepção ao papa João Paulo II. Virariam 500 mil graças aos efeitos.




O tempo está encoberto e a produtora Cláudia da Natividade, da Zencrane Filmes, empresa de Marcos Jorge - os dois são casados e pais de um garoto de 11 anos -, informa que os efeitos digitais vão proporcionar um esplêndido céu azul. O repórter brinca - "Se chovesse, a digitalização também apagava a chuva?" Iafa rebate - "Não tem perigo. Já pedi à Irmã Dulce, ela garante que não chova." O clima é de descontração. Já é quase meio-dia e os figurantes comemoram gols hipotéticos desde as 6 da manhã. Fazem muito ruído. Lázaro Ramos abandona seu posto no meio deles e vem conversar com o repórter na tenda armada na lateral do estádio.

Ele ainda tateia para se apossar de seu personagem. "Dentro de quatro semanas eu conto tudo o que aprendi sobre ele." Lázaro tem feito muitos personagens bonzinhos, ou violentos por força das circunstâncias. Paulinho é seu primeiro sociopata, como define o diretor. Babu Santana trabalha no departamento de combate às zoonoses, recolhendo cães vadios.

A ação passa-se em 2007, anterior à lei que acabou com o sacrifício dos animais abandonados. Antes, se decorridos três dias os donos não aparecessem para resgatar os cães recolhidos pela 'carrocinha', eles eram sacrificados. É o que ocorre com o cachorro de Paulinho (Lázaro Ramos). Ex-policial que ficou rico - e adquiriu poder - no negócio dos jogos ilícitos, ele responsabiliza Santana e parte para a vingança.

Por se tratar de um thriller, e partir de um antagonismo tão forte, o espectador pode ser induzido a esperar um filme maniqueísta, do tipo mocinho versus bandido. Só que é difícil saber quem é quem em Mundo Cão. O repórter pergunta a Lázaro Ramos - pode-se esperar por uma reviravolta no desfecho como aquela que o diretor Jorge e o roteirista Lusa Silveira criaram em sua associação anterior, Estômago? Lázaro vai logo dizendo. "Reviravoltas não faltam. Tem uma a cada 15 minutos."

O roteirista, presente no set, esclarece - "Esse filme começou a nascer quando saiu o primeiro corte de Estômago. Marcos (Jorge) e eu tivemos algumas ideias que fui alinhavando. Isso foi em 2007. Comecei a escrever em 2008." Sobre as reviravoltas - "Queríamos fugir aos estereótipos, tirar o público da zona de conforto. Às vezes, nos perguntávamos - mas será que dá para fazer isso, ou aquilo? Em seguida, a realidade nos atropelava. As pessoas são sempre capazes de coisas muito piores na vida."

Babu Santana estruturou uma família (com Adriana Esteves). O casal tem dois filhos, um casal. Há um mistério sobre a garota, um segredo que fornece uma das primeiras reviravoltas. E Lázaro, como sociopata, se interessa mais por cachorros e armas do que por gente. Não cachorrinhos de madame - dobermann, rottweiler. O ator psicanalisa - "Ele não sai sem suas feras nem seus revólveres. Os cães também são armas. Aquela coisa da substituição do pênis." Ninguém é completamente bom ou completamente mau em Mundo Cão, mas Paulinho surpreende o próprio Lázaro, que ainda tenta decifrá-lo. "Minha questão é - de onde vem tanta maldade? Por quê?"

Marcos Jorge reflete - "Embora não tenha nascido com a intenção declarada de espelhar o Brasil atual, o filme faz isso. Não adianta. A gente não consegue fugir quando faz um filme. Toda essa gente na rua, todo esse clamor por Justiça. O problema é de ordem ética. As pessoas querem Justiça, mas muitas vezes querem a justiça delas. Há muita barbárie."

Curiosa a trajetória de Marcos Jorge. Fez (com Fernando Severo) um filme chamado Corpos Celestes que estreou depois de sua consagração com Estômago. Agora, ao mesmo tempo que filma Mundo Cão, ele finaliza os efeitos de sua adaptação de Os Velhos Marinheiros, de Jorge Amado. O filme vai se chamar O Duelo, é uma produção da Total Entertainment com a Warner, interpretada por Joaquim de Almeida e José Wilker, "que está maravilhoso", ele anuncia.

O Duelo abre-se para o fantástico, Mundo Cão é um thriller com pitadas de humor. Marcos Jorge adora o cinema de gênero. Num momento de polarização do cinema brasileiro - comédia versus cinema de autor -, seu discurso não é xiita. Defende o cinema comercial inteligente. É o que tenta fazer.

O título Mundo Cão é o mesmo de um famoso documentário italiano dos anos 1960 - dirigido por Gualtiero Jacopetti. Jorge desafia - "Tem uma citação do filme, uma coisa pequena. É para testar os cinéfilos", brinca ainda.

A estrela do set, neste dia, mantém-se incógnita. Revela-se quando o repórter está abandonando o Pacaembu. É Sandro Di Segno, que estudou computação gráfica em Londres, participou das equipes de Homem de Aço, Thor - Mundo Sombrio, John Carter - Entre Dois Mundos, Harry Potter e as Relíquias da Morte e hoje dirige o Departamento de4 Pós-Produção da O2 Filmes. Ele aciona o drone. Um mini-helicóptero acionado por controle remoto saiu de dentro do túnel pelo qual Lázaro Ramos e o garoto (quem é? Seu nome é Vinícius e foi escolhido entre mais de 100 candidatos) adentram a arquibancada. No estádio vazio produz-se o prodígio da técnica. O efeito é vertiginoso. Na tela, o espectador verá o estádio lotado.





Bastidores - Me apaixonei pela foto em que o ator mirim (que fará o filho da Adri) dá um beijo nela, e ainda pega na mão dela...muito linda essa foto!
 Entrevista com Lázaro Ramos


‘Mundo Cão’, novo longa de Marcos Jorge, tem Babu Santana, Lázaro Ramos e Adriana Esteves no elenco



SÃO PAULO — É por meio de múltiplas camadas de informações que o diretor de arte Valdy Lopes tece no set de filmagens a história de Santana (Babu Santana), protagonista de “Mundo cão”, novo longa-metragem de Marcos Jorge e Lusa Silvestre, os mesmos criadores de “Estômago”. Numa casa na periferia da Zona Oeste de São Paulo alugada e reformada por cinco meses para servir de locação à equipe por cinco diárias, foi criado o lar do personagem que é laçador de animais do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ).

A cozinha impecável e o trecho de um Salmo na parede da sala revelam que sua mulher, Dilza (Adriana Esteves), é evangélica e uma devotada dona de casa. A máquina de costura e vários manequins com calcinhas indicam qual o trabalho dela para ajudar a criar os dois filhos do casal. Uma parede coberta de caixas de ovos sinaliza que o hobby de Santana (Babu Santana) é tocar bateria na igreja da esposa.
Não é um filme de periferia. Mas trata de um personagem de classe média baixa. A ideia é entender esses personagens através do universo no qual vivem — explica Lopes sobre o realismo do set, mostrando que nos muros da casa foram colocados cacos de garrafas, elemento que fascina o diretor Marcos Jorge e serviu para que ele criasse na década de 90 uma videoarte com essas imagens.
Tamanho realismo serve para apresentar ao espectador um personagem que é, segundo a definição do diretor, “quase o homem cordial”. Ele viverá grandes reviravoltas após um embate com o sociopata Paulinho (Lázaro Ramos), um criminoso envolvido com jogos de azar.

— Ainda nas filmagens de “Estômago”, Lusa falou dessa nova parceria com Marcos Jorge. Um ano depois, quando a ideia estava mais desenvolvida, voltamos a conversar. Como já tocava percussão no Nós do Morro, não foi difícil aprender bateria. Fiz testes e passei no final do ano passado — lembra Babu Santana, bricando que o personagem “não mata, nem rouba” e é, portanto, bem diferente de tudo o que já fez no cinema.

O filme é ambientado em 2007, quando a política de controle de zoonoses previa sacrificar animais capturados se num prazo de três dias não fossem reclamados pelo dono. Santana é chamado numa escola para resgatar um cachorro grande, que acaba sacrificado. O dono, Paulinho, vai tirar satisfações.

As filmagens começaram em 27 de abril e terminam em 2 de junho. “Mundo cão”, co-produção da Zencrane Filmes com a Migdal Filmes, deve estrear no primeiro semestre de 2015, com distribuição da Paramount. Marcos Jorge classifica a obra como “um suspense, com tons de comédia e drama”.
Gosto de misturar, combinar gêneros. É a história de um cotidiano alterado por um caso fortuito. Há muitas viradas e surpresas em todos os atos. Uma das principais locações é essa. Mas é um filme estranho, quase on the road, com 21 locações — explica Jorge, ponderando que na escolha do elenco, tendo Babu como protagonista e Lázaro como antagonista, o filme “subverte os padrões do cinema nacional” — É um filme de ator, com participações especiais incríveis e um roteiro muito elaborado e construído. Estamos filmando a quarta versão.

Depois de um anos de férias na TV, Adriana Esteves decidiu se dedicar ao cinema. Entre novembro e dezembro do ano passado, filmou “Beleza”, de Jorge Furtado. Lembra ter recebido muitos roteiros, mas “estava exigente” antes de aceitar fazer parte do elenco de “Mundo cão”.
“Mundo cão” chamou minha atenção na hora. Li assim que recebi e prometi dar uma resposta no mesmo dia — conta a atriz, já se preparando para volta a TV no ano que vem, mas com dois outros projetos de cinema em estágio de “namoro”. — Dilza é uma dona de casa trabalhadora, reflete a luta diária de uma mulher brasileira. Vive num casamento feliz, apaixonada pelo marido, numa família toda certinha. É extremamente religiosa. Até que surpresas bem desagradáveis mudam tudo — adianta a atriz.

Completam o elenco e fazem sua estreia como atores Vinícius Souza Carvalho, de 10 anos, e Thainá Duarte, de 18 anos, intérpretes dos filhos do casal. Foram selecionados entre mais de 160 crianças e jovens testados para os papéis. Segundo o preparador de elenco Bruno Costa, a concentração, a disciplina e a semelhança entre a dupla foi fundamental para a escolha.
Nota me passada por  
 Graziela Nazari - Rio do Sul (SC) Janaina Freitas da Silva  - Fortaleza (CE) 

Lázaro Ramos fala sobre Mundo Cão

Vídeo me passado por

Giulia Bacarin - Brasília (DF)


Mundo Cão

Lázaro Ramos volta ao cinema em 2015 cheio de mistério

Um dos protagonistas da novela “Geração Brasil”, Lázaro Ramos estará de volta aos cinemas em breve. Na pele de um misterioso personagem, que muda completamente a vida de todos ao seu redor, o ator faz parte do elenco de “Mundo Cão”, que tem estreia prevista para o primeiro semestre de 2015. De difícil definição, o filme apresenta tantas reviravoltas que sua trama vem sendo mantida em sigilo pela produção para não estragar a surpresa do espectador.

“O segredo do filme está com o meu personagem, então, tenho que tomar cuidado com o que vou falar!”, diverte-se Lázaro, sem conseguir explicar muito sobre Paulinho.
Trata-se de um sociopata envolvido com jogos do azar que provoca reviravoltas na vida pacata de Santana (Babu Santana). Funcionário do Departamento de Combate às Zoonoses, ele trabalha recolhendo cachorros abandonados. Alguns dias depois de capturar um enorme animal, um homem furioso o procura afirmando ser dono do cão. A partir daí, as vidas dois tomam novos rumos. Dos mesmos criadores de “Estômago”, Marcos Jorge e Lusa Silvestre, o filme mistura diversos gêneros e é classificado como “um suspense , com tons de comédia e drama”.
“É maravilhoso poder experimentar de tudo, pois os personagens se tornam mais complexos. As cenas de suspense eram feitas com humor, as de comédia com ação; estávamos brincando com os gêneros. Isso é uma experiência ótima para o ator, mas também muito desafiadora. Ter um estilo definido facilita, mas trabalhar assim deixa tudo mais gostoso!”, conta Lázaro, que também está no elenco de “O Vendedor de Passados”, dirigido por Lula Buarque de Holanda, ainda sem data para estrear.
Ainda fazem parte do elenco os experientes Milhem Cortaz e Adriana Esteves, que faz parte da família evangélica de Santana. As filmagens finalizadas em junho foram inteiramente realizadas em São Paulo e usaram locações como o Estádio do Pacaembu e o centro da cidade.
“É um suspense cheio de reviravoltas, interpretado por um elenco de peso, filmado em locações especiais que retratam bem a vida na metrópole. Tenho certeza de que o resultado final vai surpreender e encantar o público”, promete o diretor Marcos Jorge.

Fui ao cinema com uma amiga hoje (06/03) e vibrei quando vi o cartaz do filme Mundo Cão num lugar de destaque do espaço do Cinema. Fiquei maravilhada pois não são todos os filmes nacionais que passam nos cinemas daqui de Campinas/Valinhos e, se o cartaz do filme está aqui, é porq ele vai passar!
 
As Meninas
Tiradentes
O Trapalhão e a Luz Azul
Trair e Coçar é Só Começar 
Real Beleza 
Minions
Canastra Suja

Twitter 1h1 hour ago
Tenho orgulho em ter atuado ali com Adriana Esteves e Babu Santana em uma cena que já sei que antológica para o cinema nacional.
   ·  6h 6 hours ago
Lembra da Carminha? Pois Adriana Esteves estará este ano na telona em "Mundo Cão", ao lado de Lázaro Ramos

Twitter 



 

Nenhum comentário:

Postar um comentário