sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Post Cláudia Abreu


Cláudia Abreu Fonseca  
    Nascimento: 12 de outubro de 1970
Facebook AdriCacau



Família
 

Filhos: Maria Maud Fonseca (16 anos) - 6 de fevereiro
             Felipa Fonseca (10 anos) - 21 de fevereiro
 
Carreira
Novelas
Hipertensão - Luíza (1986-1987)
O Outro - Zezinha (1987)
Fera Radical - Ana Paula (1988-1989)
Que Rei Sou Eu - Princesa Juliet (1989)
Barriga de Aluguel - Clara (1990-1991)
Pátria Minha - Alice (1994)
Força de um Desejo - Olívia (1999-2000)
Celebridade - Laura (2004)
Cheia de Charme  - Chayene (2012)
Geração Brasil - Pamela Paker (2014)
A Lei do Amor  - Heloísa (Helô) (2016-2017)
 Cláudia Abreu é homenageada nos EUA - Brazilian Press Awards 2013
(Deletei a parte da Carreira pois estava desorganizada, irei refazer novamente com calma assim que eu conseguir um tempo pra isso)
 Notícias

15 de Dezembro - Niver Adriana Esteves

8 de Dezembro
O Globo
O REENCONTRO DAS PODEROSAS ❤️ 

RIO - Cláudia Abreu e Malu Mader admitem ter dado trabalho ao diretor Dennis Carvalho antes e durante a gravação da memorável cena de “Celebridade” (2003/2004) em que a vilã Laura Prudente da Costa levava uma surra da mocinha Maria Clara Diniz. Reunidas pelo GLOBO esta semana, no Copacabana Palace, as atrizes recordaram os bastidores da novela de Gilberto Braga, um dos maiores sucessos da Globo na década passada, de volta ao “Vale a pena ver de novo” desde segunda-feira.
Tive que enfrentar uma certa batalha interna. De alguma forma, rejeitei a cena antes de gravar — conta Malu, de 51 anos, intérprete de Maria Clara, ex-modelo e empresária, que perdia tudo para a invejosa Laura. — Para mim, uma heroína teria uma atitude diferente.
— Mas o povo queria ver sangue! Foi um momento catártico — completa Cláudia, de 47 anos, que viveu ali uma das vilãs mais emblemáticas da teledramaturgia. — Na hora da gravação, pedi para reagir. Quando você apanha, revida! Mas Dennis disse que a vontade do público era ver a Laura apanhando. Ela perdia um dente, ficava desfigurada... Achei que não precisava tanto.


ASSASSINATO EM SEGREDO
Após toda a repercussão, as atrizes ficaram satisfeitas com a sequência, passada no banheiro de uma casa de shows. Exibida no capítulo 169, foi a cena de maior audiência da trama (com picos de 63 pontos e média de 57), superada apenas pelo último capítulo, onde era revelado o assassino do personagem Lineu (Hugo Carvana). Ao longo da novela, Laura tinha a ajuda do amante, Marcos (Márcio Garcia), em suas armações — eles se chamavam mutuamente de “cachorra” e “michê”. Mas ela foi a única autora do assassinato.

Soube que seria eu no casamento da sobrinha da Malu, uma semana antes do final da novela. Gilberto estava na festa e falou no meu ouvido: “Você é a assassina, não conta para ninguém" — recorda Cláudia. — Gravamos no dia da exibição do último capítulo, para não vazar. A minha mãe dizia: “Fala só para mim”. Só falei quando faltava uma hora para começar a novela: “Mãe, sou eu!”.

Além de tratar dos bastidores do jornalismo de celebridades (Fábio Assunção vivia o ambicioso editor Renato Mendes), e a busca da fama a qualquer preço, a novela abordava, principalmente, a rivalidade entre Maria Clara e Laura.
Todos falam da surra, mas a cena anterior, em que elas têm um diálogo sarcástico no banheiro, talvez seja melhor ainda. Laura está se achando dona da situação, mas o público já sabe que ela vai apanhar da Maria Clara — diz Cláudia.
A atriz também recorda da sequência em que a vilã rouba a casa da rival:
Ela terminava na piscina, muito louca, ao som de “Sympathy for the devil”.


FUNDO DO POÇO
Estrelas em outras tramas de Gilberto Braga, como “Anos rebeldes” (1992) e “Força de um desejo” (1999), elas dizem que o autor tem “um faro comportamental e quase antropológico”.
Apesar de “Celebridade” se passar numa época em que a internet e as redes sociais não tinham a força de hoje, elas defendem que a temática da novela ainda é uma questão a ser discutida.

A invasão de privacidade, a imprensa marrom, tudo parecia já ter chegado ao fundo do poço. E não! O mundo mudou bastante com a internet. E essa mudança teve um significado tremendo. Eu ia à praia a vida inteira. Não vou mais, não gosto de ter a intimidade exposta. Não fico à vontade. Praia é para relaxar. Sinto o tamanho que a coisa tomou, e é disso que trata a novela — diz Malu.
A atriz não acha bom ter que lidar com a perda de algumas liberdades apenas pelo fato de ser famosa.

São perdas importantes na vida. Principalmente quando passamos por problemas de saúde e a vida não vai bem, você fala: “Por que escolhi isso?”. Gosto de ter o trabalho reconhecido, mas tenho a sensação de que entrei no mar e tomei um caixote. Fui ficando menos desenvolta com esse tipo de questão. Às vezes tenho um sentimento de inadequação — diz Malu, que fará uma participação na novela “Tempo de amar” e vai dirigir seu primeiro filme de ficção, com roteiro dela e de Guilherme Gonzalez, no ano que vem.

Diferentemente de Malu, que não tem perfil em nenhuma rede social, Cláudia criou uma conta privada e outra pública no Instagram. Ela diz que sentiu o assédio aumentar com a explosão da internet e sua “fome por fotos e notícias por minuto”.
Mas agora já me acostumei — conta ela, que voltará à TV ano que vem, na segunda temporada da série “Valentins”, do Gloob, da qual também é roteirista e produtora (o programa também vai virar filme).
Em 2018, a atriz fará ainda uma peça dirigida por Bia Lessa e será vista no filme “Berenice procura”, de Allan Fiterma

Twitter
Dezembro
9
8


Estreia no Vale a Pena Ver de Novo - 4 de dezembro de 2017

Twitter
2017
Dezembro
10

Berenice no Festival Mix Brasil - 18 de novembro de 2017
 
Crítica  sobre Berenice Procura


Eu gostei muito do filme. Assisti na Mostra São Paulo, dia 1º de novembro.
Confesso que o que me atraiu a assistir foi a Cláudia Abreu, de quem sou fã há 26 anos. Não curto muito esse tema de transgênero - que agora está na moda - mas curti muito o filme pelo fato de, além de ter a presença da Cláudia que, por si só, já vale qualquer elogio e compra do ingresso - ela dá veracidade, humanidade e brilhantismo a uma personagem que começa a história sem nenhuma vaidade e completamente avessa ao feminismo, e, que ao longo do filme vai se tornando mais feminina e apaixonada por um ideal - descobrir quem que tirou de forma brutal a vida da única amiga que seu filho tinha -
(isso proporciona à Cláudia construir duas personalidades pra Berenice  de tímida e séria pra uma Berenice feminina, ousada) - e ela diz isso ao personagem do Emilio - que torna bem claro o motivo de ela ter se tornado "detetive de uma hora pra outra" como a crítica do Adoro Cinema observou. Pra mim, essa transformação em detetive não foi feita de uma hora pra outra não. Desde o início do filme vimos uma Berenice solitária, mas, ao mesmo tempo, independente, batalhadora e OBSERVADORA, ela não faz apenas o trabalho de dirigir um táxi e levar seus passageiros aos seus destinos, ela faz isso com olhos de águia observando tudo: desde os comportamentos dos passageiros dentro de seu carro até os locais onde ela os leva. E, isso já mostra que ela é uma pessoa que pega as coisas no ar, está atenta a tudo. O lado "detetive" dela sempre esteve acompanhando ela em sua trajetória de taxista, mas estava dentro dela, com o assassinato de Bella, essa vocação que estava escondidinha dentro de sua alma é colocada pra fora pra colocar o(a) culpado(a) na cadeia e livrar um inocente da acusação de ser o assassino. Acho que teve uma falha ou outra, mas que filme não tem? Acho q tem uma cena que não tinha necessidade de passar, pra mim, essa cena não acrescentou em nada o filme e não faria falta caso não a tivesse.
Acho que o romance de Berenice com um homem poderia ter começado bem antes do que começou pois assim, teria mais tempo pra desenvolver ele, e, como eu amo romance, pra mim o filme ficaria mais romântico, mas essa não era a proposta desse filme, mas se os personagens tivessem se conhecido logo poderiam os 2 juntos se unirem pra descobrir quem causou a morte de Belle. Eu amei a química entre Cláudia e Emílio
(torço muito pra que os 2 voltem a trabalhar juntos em outros projetos, de preferência como par romântico). Um artifício que eu adorei no filme foi mostrar mais de uma vez a mesma cena só que em ângulos diferentes pra que a mesma cena que foi mostrada pela 1ª vez sob o ponto de vista de um personagem, seja mostrada novamente sob o ponto de vista de outro personagem - recurso muito usado na minissérie Justiça, da Globo, mas pouco usado nos filmes e novelas, e que eu sempre adorei! Há detalhes importantes que eu, quando for assistir outras vezes - porq esse filme pretendo ter em DVD/Blue-rey - vou procurar estar mais atenta pra que não passe nenhuma pista despercebida pois teve um acontecimento que não ficou muito claro pra mim.... Vou parar por aqui pra que não saia nenhum spoiler feito por mim, rs.
No geral, as atuações, direção e roteiro se encaixaram perfeitamente e, destaque também pra trilha sonora que é linda e pelas paisagens do Rio de Janeiro, cidade que eu amo e admiro, mesmo eu sendo paulista. O filme vale a pena muito ser visto pra quem curte mistério, bancar o detetive junto com Berenice e, junto com ela ir, ao longo do filme, tentando desvendar o mistério não só do assassinato mas também das relações entre as personagens.  
Taís Almeida Cardoso
Adm.

 

 25 Anos de Anos Rebeldes - Entrevista com os atores no Vídeo Show
 
Parte 1
Parte 2 

Assistir Berenice Procura na Mostra - 1/11/17😀
 




 



Site da 41º Mostra de SP 2017
16 de outubro de 2017
Celebridade no Vale a Pena Ver de Novo - 4 de dezembro de 2017 (Chamadas no ar - 26/11/17)

Instagram Malu Mader

Twitter/Facebook
2017
Dezembro 


Outubro
17


 16
 13
 


 
12 de outubro de 2017 - Niver Cláudia Abreu🎈🎉🎊
Há 1 ano, no dia 12 de outubro de 2016, eu criei esse Post em homenagem à CLÁUDIA ABREU, a nossa doce Cacau💓 Eu criei, não só por causa da linda amizade de anos que ela tem com a Adriana Esteves, mas também, na mesma época em que me tornei fã da Adri, eu me tornei fã da Cacau,em 1990/1991 - então, como o Nossa Estrela já era bem conhecido da  Adri e sempre foi muito visualizado, decidi criar o Post, que em 1 mês de criação, obteve 100 visualizações. Hoje, 12 de outubro de 2017, seu Post conquistou até o momento 3.341 visualizações💜💝
Obrigada a todos que visualizam o Blog, o Post e compartilham ele, que é meu eterno presente pra Cláudia Abreu!💓
Taís Almeida Cardoso
Adm.







   



 
                        
Atualmente vive Helô em A Lei do Amor e está escrevendo e produzindo o roteiro de Valentins, série infantil que será exibida pela canal pago Gloob, a partir de 2017. Ela participará dessa série no 1ºe em alguns Episódios.
Está no ar também como Chayene na reprise de Cheias de Charme, do Vale a Pena Ver de Novo, que foi exibida pela 1ª vez em no horário das 19h, em 2012.

Perfil Profissional (Verdadeiro)


   Próxima Novela - Anos Incríveis

Nada confirmado 
Estreia HOJE! - 26 de Setembro de 2017 Cidade Proibida

Cláudia Abreu celebra papel surpreendente: 'A Lídia é interessante porque não é previsível'


"A Lídia é interessante porque não é previsível. Ela pode ser várias coisas ao mesmo tempo, ter vários sentimentos antagônicos e todos serem verdadeiros"

 Cláudia Abreu vive ex-dançarina de boate em 'Cidade Proibida'

"Foi ótimo contracenar também com o Vladimir, que é meu amigo

e voltar a trabalhar com o Danilo Grangheia", comemora a atriz.

"Adorei trabalhar com o Maurício Farias, um dos diretores mais talentosos e que tem feito projetos incríveis"

No 1º episódio da série, que estreia na TV nesta terça-feira, 26/9, a personagem da atriz é uma paixão antiga de Zózimo, que será investigada pelo detetive


Começa a ser exibido o Teaser de Cidade Proibida (08/09)

   Prêmio Nick 2017

 

Valentins está concorrendo!😜

2ª Temporada - 2018 

Twitter 

2017

Setembro

6

 Festival do Rio de Janeiro 2017

  ( 5 à 15 de outubro

 


Feito por @bereniceprocura e @ehfilmes 

  Vídeo - Instagram @tabularsabr

 




     Rock in Rio 2017

 

 

  Famosos prestigiam aniversário de Huck

Comemorar nunca é demais… Depois da festa surpresa que a mulher, Angélica e equipe do ‘Caldeirão do Huck’, durante o programa deste sábado, 2, na Globo, Luciano Huck, que completou 46 anos neste domingo, 3, recebeu amigos famosos para festejar a data, em sua casa na Joatinga, na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro.
Entre os que prestigiaram, Claudia Abreu e o marido, o cineasta José Henrique Fonseca;  Márcio Garcia e a mulher, Andréa Santa Rosa, Flora e Gilberto Gil, Xuxa e Junno Andrade, a toda estilosa Carolina Dieckmann; João Vicente de Castro, Marina Ruy Barbosa e o noivo, Xande Negrão, Ana Maria Braga, Fátima Bernardes, Fabiana Karla, o jogador de vôlei, Bruninho, Paula Lavigne e Caetano Veloso.


Coletiva Cidade Proibida - 24 de agosto de 2017 
Cacau não compareceu. Acho que estavam presentes apenas os atores que formam o elenco principal, e, a Cláudia fará participação.
Taís Almeida - Adm. 
Cinema - Berenice Procura 2018 



 
Criança Esperança 2017
 

Foto do episódio O Monstro

Twitter

2017

Agosto

 25

  Ana Maria Machado cede os direitos de 'Mico Maneco' para produtora de Cláudia Abreu

por Ancelmo Gois
Mico Maneco
A querida imortal Ana Maria Machado acaba de assinar contrato para ceder os direitos da série de livros “Mico Maneco” para a Zola Filmes, do casal Cláudia Abreu, a atriz, e José Henrique Fonseca, o diretor. A produtora é a mesma da série “Valentins”, do canal Gloob, a estreia de Cláudia como roteirista. “Mico Maneco” (ao lado, veja a ilustração de uma capa, de Claudius) conta a história de um macaquinho levado que adora fazer peripécias pela Mata Atlântica. A animação marcará a estreia do canal Zola Kids no YouTube.

  Cláudia Abreu, mãe de quatro filhos, diz que a mais velha quer seguir carreira artística

“Filho de peixe, peixinho é”, já diz o velho dito popular. Na família de Cláudia Abreu, no ar com a série infantil “Valentins”, do Gloob, não é diferente. Uma das filhas da atriz, fruto do casamento de 20 anos com o diretor José Henrique Fonseca, já demonstra vontade de seguir a carreira artística. Maria Maud, de 16 anos, que já acompanhou a mãe em shows e festivais de música como Rock in Rio, quer seguir os passos da arte.
Ela quer seguir a música e a outra quer ser bióloga — afirma a mãe de Felipa, de 10 anos, de José, de 8 anos, Pedro, de 6: — Os meninos são pequenos ainda. Por enquanto, eles ainda não falaram sobre serem atores.
Na televisão, a atriz assina o roteiro do infantil dirigido pelo marido, e aposta num universo lúdico. Filósofa por formação, ela explica que com o trabalho quis incentivar o desenvolvimento das crianças fãs da atração. E tem dado certo. O programinha já recebeu até pedidos de mães para virar tema de festa infantil.
A formação em Filosofia me ajuda como pessoa, na forma como eu reflito e vivo a vida. Já a série é sobre medos, e sobre como as crianças podem aprender a lidar com eles com coragem, inteligência e autonomia — explica a atriz, que se diverte ao lembrar de um medo de sua infância: — A loura do banheiro atormentava a minha geração. Era bem típico (risos).

  Ela, que volta à TV no 2º semestre,  numa participação na série “Cidade proibida”, defende uma grade de programas diversificada para o público menor de idade:

Infelizmente, quase não existe programação infantil na televisão aberta hoje em dia. Seria ótimo existir uma parceria da TV aberta com a por assinatura. Assim, as crianças que não têm acesso ao cabo poderiam assistir a programas adequados à sua idade. Da minha infância, por exemplo, guardo lindas lembranças do “Sítio do pica-pau amarelo”, de “Os Trapalhões”, da “TV Globinho”... Acho muito importante para a formação de uma pessoa, além da educação, ela ter referências culturais de qualidade na infância afirma Claudia Abreu.

Veja vídeo de Maria Maud  cantando:
Q lindinhos! Amei a letra, parabéns, Maria! Vcs tocam bem violão também! Maria, sua voz é parecida com a da sua mãe... doce, suave.... Muito sucesso pra vcs!  Poderiam ingressar na banda Cai Sahra Oficial, do Felipe RiccaMúsica de Maria Maud interpretada com Marcelão de Sá

  

Cláudia Abreu revela que é mais fácil ser 'supermãe' com quatro filhos do que um 

PS: Não postei o vídeo com a entrevista completa - fiz cortes - porq sei que a Globo bloqueia os vídeos colocados no youtube. O tamanho desse vídeo impede que eu o coloque aqui diretamente do meu notebook, ele tem que ser colocado primeiramente no youtube pra que eu coloque o código dele aqui. Então, quem quiser a entrevista completa, entre em contato comigo por email.
Obrigada!
Taís Almeida - Administradora

 No 'Conversa com Bial', a atriz e roteirista fala sobre a estreia no universo infantil, no Gloob

 



 

Só quem tem família grande vai entender o que Cláudia Abreu passa com seus 4 filhos

Nem todo mundo sabe, mas Cláudia Abreu exerce um papel bem diferente longe das telas da TV: ela é mãe de não apenas um, mas de quatro filhos. A atriz, que foi entrevistada no programa "Conversa com Bial", da TV Globo, contou um pouco sobre como é sua rotina agitada com as crianças - e as experiências divertidas da artista vão fazer muito sentido para quem também tem uma família grande.

Ter muitos filhos

Casada desde 1997 com o diretor José Henrique Fonseca, Cláudia explicou que nenhum dos filhos foi exatamente planejado pelo casal. A atriz disse que teve a primeira menina, Maria Maud, em 2001, e só depois de seis anos engravidou da segunda, Felipa, hoje com 10 anos.

O marido ainda queria um menino e o casal deixou a natureza agir: em 2010, veio José Joaquim. Cláudia revelou que o quarto herdeiro, Pedro Henrique, “veio de repente”, poucos meses depois do nascimento do terceiro.
Com a casa cheia, a atriz afirmou que considera ser mais fácil cuidar de quatro filhos do que um. “Com um só, você fica neurótica, obsessiva. Tem que ter um cúmplice para ver os pais enlouquecendo. Quando você vai trabalhar ou viajar só com o marido, dá muito nervoso deixar só um filho. Mas quando você deixa uma galera, eles se bastam de certa maneira”, brincou.

Individualidade dos filhos

Mãezona, Cláudia apontou que é preciso ter alguns cuidados em casa, especialmente com a individualidade de cada filho. A atriz levantou a questão do diálogo com as crianças para não deixar passar nenhum detalhe importante da vida deles.
“O problema de você criar uma galera é que eles viram um bando. Então, é importante também ficar atenta à subjetividade de cada um. Eu gosto de sair às vezes só com um deles e procurar saber o que está acontecendo, porque às vezes não tem esse espaço”, disse.

Filhos mais velhos

Dentro de casa, Cláudia conta com o suporte de uma babá que é cozinheira, uma arrumadeira e um motorista. Mas a filha mais velha também ajuda nas funções de casa. “Ela é muito carinhosa, pega um para dormir com ela. Ela é mais ciumenta, porque ela foi filha única por muito tempo”.
Sobre a primogênita, Cláudia avalia que “errou” com ela por querer dar tudo para a criança. “Primeiro filho é o teste, você quer suprir qualquer tipo de frustração e isso é péssimo”, disse. Nesse sentido, a atriz refletiu sobre a necessidade dos pais saberem quando intervir ou não em uma situação.


Bagunça e silêncio em casa

Feliz com sua família, Cláudia Abreu disse que se acostumou com a “bagunça” dos filhos e até estranha quando a casa está em silêncio.
Eu gosto de viver no caos, de trabalhar, de criar filho. Não existe silêncio na minha casa. Já aprendi a funcionar assim. No silêncio, eu já fico na paranoia, achando que tem alguma coisa errada”, contou.

Com quatro filhos em casa, Cláudia Abreu se acostumou com a ‘bagunça’ dos herdeiros e, inclusive, assumiu no Conversa com Bial desta segunda-feira (10/7) estranhar quando a casa está em silêncio. Mãe de Pedro Henrique, Maria Maud, Felipa e José Joaquim, a atriz revelou que ela e José Henrique, o marido e diretor, fecharam a fábrica. Ainda no bate-papo, o escritor Antonio Prata, que também falou sobre a temática infantil e o 'drama' de não dormir após a paternidade.
“Talvez tão bom quanto tê-los (filhos) é falar deles” (Pedro Bial)

'Tem até um perigo a gente só falar deles o tempo inteiro, né?' (Cláudia Abreu)

'Quatro filhos é uma goleada'


“Sou uma mulher à moda antiga. Mas nada foi planejado. Tive a primeira e até demorei para ter a segunda. Tem uma diferença de seis anos entre a primeira e a segunda".
"Depois o Zé falou e o vascaíno? E daí deixamos rolar para ver se rolava um menino. Daí veio o menino e, depois, o quarto veio de repente”

“Agora sim, mas é tão legal. É mais fácil cuidar de quatro do que um só. Um só você fica muito neurótica, obsessiva com aquele filho único. Acho que quando você vai trabalhar e viaja só com o marido deixar só um dá nervoso. Deixar a galera, eles se bastam de certa maneira” 

Dia a dia com quatro filhos


“Eu tenho uma babá que é cozinheira, uma arrumadeira e o motorista. A mais velha às vezes ajuda também, mas ela é muito carinhosa, pega um para dormir com ela. Ela é mais ciumenta porque ela foi filha única por muito tempo”

No dia 12 de junho, a atriz estreou uma série para o canal Gloob, batizada de ‘Valentins – Uma família muito esperta’

Referências na infância de Cláudia Abreu


“Assisti muito Os Trapalhões e Sítio do Picapau Amarelo. Foram muito importantes para a minha formação”

 Hábitos para ser uma ‘supermãe’


“O momento de colocar para dormir é superimportante. A criança estará cansada, vai se abrir mais, você conversa coisas incríveis na hora de dormir. Ali,você pode ler junto. O livro nessa hora é importante para o hábito. E isso eu faço questão de fazer”
“Eu errei muito com a minha primeira filha, que é o teste. Você quer suprir tudo da criança. É muito complicado" 
“Meu filho de cinco anos ainda não dorme, tem terror noturno. Mas eu gosto de viver no caos, de trabalhar, de criar filho. Quando era adolescente, eu estudava escutando AC/DC. Não existe silêncio na minha casa, você precisa lidar com o caos. Sorte que tem dois andares, então em cima tem mais silêncio. Mas volta e meia eles sobem. Mas já aprendi a funcionar. No silêncio, eu já fico na paranoia” (Claudia Abreu)  

11



10



 
 
Show Ariana Grande - Rio de Janeiro (29 de junho de 2017)


Cidade Proibida - 26 setembro de 2017



 


 
 Fonte: @ph_photophgfx - enviado por
Isabel Sousa Dias - Lisboa (Portugal)

Cláudia Abreu será ex namorada de Vladimir Brichta em Cidade Proibida 

  Nova série da Globo, “Cidade Proibida” contará com a participação de time de estrelas

Uma das novas séries da Globo, “Cidade Proibida” (antes chamada de “Zózimo”) não sofrerá com a ausência de nomes de peso no seu elenco.


De    De acordo com a colunista Patrícia Kogut, a pro  produção deve contar com a participação de um ver  verdadeiro time de estrelas da emissora carioca. Ent  e os nomes convidados para a trama estão os de  Ma    Mriana Ximenes, Andréa Beltrão, Cláudia Ab   Abreu, Giovanna Antonelli, Thiago Lacerda, e      Miguel Falabella.
Esc   Escrita por Mauro Wilson


protagonizada por Vl     Vladimir Brichta, “Cidade Proibida” deve ir ao a  ao ar apenas em 2018. O projeto foi aprovado em   em 2015 e teve seus roteiros finalizados no ano pas   pasado, mas teve seu lançamento adiado diversas vezes. Baseada no livro “O Corno Que Sabia Demais”, a série 
narrará a história de um detive particular, vivido por Brichta, que investiga a fidelidade do amante da própria mulher.
Instagram - José Loreto - @joseloreto
Instagram - Regiane Alves - @regianealves
Twitter

2017
Setembro
5
Julho
1

Junho
26

  Cláudia com Giane, Mariana e Naná em Alto Paraíso de Goiás

postadas pelo Giane no Instagram dele

Cláudia Abreu fala sobre carreira, os 4 filhos e como não perder a individualidade

01 de Junho de 2017 | Notícias
Por Luciana Ackermann
Apontada como uma das melhores atrizes de sua geração, Cláudia Abreu, 46 anos, fala, em entrevista à Canguru, sobre a experiência de escrever um programa para crianças, "Valentins", que estreia no dia 12 de junho no canal de TV fechada Gloob.

Ela ainda nos contou como é sua experiência de ser mãe de quatro filhos, falou das sutilezas da maternidade e da importância do trabalho para manter a individualidade.

Cláudia nasceu em pleno dia 12 de outubro e não descarta certa influência nos pequenos em sua vida.

 Confira a entrevista da atriz à Canguru:

Por que você quis falar sobre o medo na série 'Valentins'?


É algo muito presente na vida de qualquer ser humano e, na infância, isso fica exacerbado porque as crianças não têm ferramentas para lidar com medo. Quando eu era pequena tinha muito medo de ir parar em um orfanato. Os medos vão se transformando. A ideia foi fazer um programa que falasse desde o medo de cobra ao medo de perder os pais. Do medo de algo concreto até uma abstração assustadora. O vilão, por exemplo, é engraçado, se dá mal, acho bacana poder rir daquilo que lhe dá medo.

A maternidade inspirou você a escrever para crianças?


Sim, me inspirou, mas sempre tenho o cuidado de dizer que, apesar de eu ter quatro filhos, as crianças da série têm idades e personalidades diferentes.

Você e a Alice (personagem dela na série) têm muitas semelhanças?

Algumas, sempre gostei de fazer bolo para os meus filhos, também tento ser essa mãe alegre e amorosa, de estar junto deles. Alice, por exemplo, traz a Rebeca para a culinária dela, quer passar aquele conhecimento para a herdeira. Já a Felipa, minha filha de 10 anos, me descobriu como autora, está superinteressada, e tem pedido para eu escrever com ela.

Você e o seu marido escolheram ter 4 filhos?

Não foi uma escolha, não. Eu achava incrível ver pessoas com muitos filhos. Sempre olhei pelo lado divertido da grande família, não pelo lado da falta de liberdade. Gosto de gente, de festa, de amor, mas nunca planejei ter quatro filhos. Primeiro nasceu a Maria, depois, tentei engravidar de novo e não veio, cheguei a pensar que seria mãe de filha única. Quase seis anos depois, veio a Felipa. Aí o queria muito um vascaíno, chegou o José Joaquim. Estava tudo certo para eu ligar as trompas, o médico desmarcou em cima da hora, dizendo faria depois. Nisso, engravidei de novo, mais um vascaíno. Adorei, onde comem três, comem quatro. A escadinha é formada pela Maria, com 16, a Felipa, com 10, o José Joaquim, de 6, e o Pedro Henrique, de 5.

E é mesmo muito divertido?

É bem divertido. Claro, há os momentos caóticos, confusão, falam ao mesmo tempo, cada um quer atenção exclusiva... Inventei o momento do filho único, em que eu saio só com um deles, me dedico à subjetividade de cada um. Não consigo fazer isso sempre, mas tenho essa preocupação. Eu gosto muito da hora de dormir, sempre leio, conto e invento histórias, o cansaço possibilita que a sensibilidade se aflore. Uma das coisas que mais lamento quando faço novela, que exige uma rotina intensa, é chegar em casa e já encontrá-los dormindo. Todos os dias acordo às 6h30 para levá-los à escola.

A maternidade é seu papel principal?

Sem dúvidas, é a minha prioridade, mas fico atenta para não perder minha individualidade. Meu trabalho me ajuda muito a ser eu mesma. É o momento que eu tenho com os meus colegas, com a minha criação e expressão pessoal. Existe uma medida, não dá para eu emendar uma novela na outra porque sei que seria nocivo para eles, pois eu ficaria muito ausente.

A maternidade transformou muito você?

Claro, não tem como. Se não se transformar com a maternidade e a paternidade tem alguma coisa errada. Não dá para não se encantar ao ajudar na formação de outro ser humano e de se reespantar com as delicadezas e as coisas simples da vida. O adulto vai perdendo esse refinamento, o olhar do detalhe, do maravilhamento, do espanto e volta a viver isso através dos filhos.

Twitter/Facebook
Junho 
2







  Série - Cidade Proibida - Setembro de 2017

Elenco: Vladimir Brichta
                                 Ailton Graça                          
                         Daniel Boaventura         
         Regiane Alves
Participações: Cláudia Abreu
                          Andrea Beltrão 
                      Daniel Rocha 
                     Marco Ricca
                              Mariana Ximenes 
                              Giovanna Antonelli
                         Miguel Falabella
                      Thiago Lacerda
Notas

Cláudia Abreu é chamada pela Globo para nova série 

Os trabalhos para a série “Cidade Proibida”, que a Globo pretende lançar nos próximos meses, vai contar com a presença de Cláudia Abreu.
A atriz, protagonista de “A Lei do Amor”, retornará a grade da Globo em um dos episódios da trama estrelada por Vladimir Brichta. Na história, Cláudia vai interpretar um antigo amor de Zózimo, papel de Brichta. São informações da jornalista Patricia Kogut, do jornal “O Globo”.
Fora do ar na TV aberta, a atriz pode ser vista no Gloob, em uma série infantil, chamada Valentins, da qual atua, co-edita e co-produz.

 Facebook

2017
Julho
19

18 

Junho
26
Twitter
2017
Dezembro 
1

Março

  Série Valentins - Canal Gloob - Estreia 12 de junho de 2017 às 20:30


 


 

 

  Valentins - Termina a 1ª Temporada (14/07/17)

Cacau!!! Missão cumprida!!  Primeira temporada de Valentins se encerrou e e amei!!!

Parabéns mais uma vez por presentear seus filhos, as crianças brasileiras e até os adultos como eu com essa doce, delicada e divertida série Vale Vale Valentins!!

Taís Almeida Cardoso - Adm.

Cláudia Abreu lança 'Valentins'

   Atriz é roteirista do novo seriado do canal infantil Gloob


10/06/2017 13h36 - Atualizado em: 10/06/2017 15h12 / por QUEM ONLINE 
Cláudia Abreu e o elenco de Valentins – Uma Família Muuuito Esperta, nova produção nacional do canal Gloob, se reuniram para ver os dois primeiros episódios da série em pré-estreia exclusiva no cinema Roxy, em Copacabana, noa zona sul do Rio de Janeiro, na manhã deste sábado (10).
Roteirista e atriz da série, Cláudia contou com a companhia do marido, o diretor José Henrique Fonseca. O evento, fechado para convidados, teve a presença ainda da atriz Malu Valle e dos atores mirins Rebecca Solter, Otávio Martins, Arthur Codeceira e Duda Wendling.
  

 

Série infantil com roteiro de Cláudia Abreu vai estrear no Gloob... - Veja mais em https://tvefamosos.uol.com.br/colunas/flavio-ricco/2017/04/22/serie-infantil-da-claudia-abreu-vai-estrear-no-gloob.htm?cmpid=copiaecola... - Veja mais em https://tvefamosos.uol.com.br/colunas/flavio-ricco/2017/04/22/serie-infantil-da-claudia-abreu-vai-estrear-no-gloob.htm?cmpid=copiaecola
 
 Série infantil com roteiro de Cláudia Abreu vai estrear no Gloob ... - Veja mais em https://tvefamosos.uol.com.br/colunas/flavio-ricco/2017/04/22/serie-infantil-da-claudia-abreu-vai-estrear-no-gloob.htm?cmpid=copiaecola... - Veja mais em https://tvefamosos.uol.com.br/colunas/flavio-ricco/2017/04/22/serie-infantil-da-claudia-abreu-vai-estrear-no-gloob.htm?cmpid=copiaecola
Flávio Ricco
Um passeio por um universo criativo protagonizado pelas crianças 
Imagine entrar em uma casa repleta de invenções, de uma máquina de conselhos a outra que coloca todo tipo de topping em doces e sorvetes, tudo em um clima retrô e lúdico. Assim é a casa dos Valentins, nova série infantil do canal Gloob, que o AdoroCinema pôde visitar durante as gravações da segunda temporada.

Encabeçada por Guilherme Weber e Cláudia Abreu, a família Valentim é formada ainda por quatro crianças: Betina (Rebecca Solter), João (Arthur Codeceira), Lila (Duda Wendling) e o fofíssimo Theo (Otávio Martins), que assumiu o microfone do AdoroCinema para apresentar o laboratório do pai, o inventor Arthur Valentim!

"Ele é um inventor maluco, um personagem fascinante que dá muitas possibilidades para um ator", afirma Guilherme Weber, que ainda revelou uma referência cinematográfica:
"Eu o criei meio inspirado no Monsieur Hulot, do Jacques Tati, que é um personagem que adoro!" 
Fonte: Adoro Cinema


Colunista do UOL*



Foi confirmada para o dia 12 de junho, no Gloob, a estreia "Valentins - Uma Família Muuuito Esperta", com roteiro de Cláudia Abreu e Flavia Lins e Silva, produção da Zola Filmes.
A série acompanha o dia a dia da família Valentim, formada pelos irmãos Betina (Rebecca Solter), João (Arthur Codeceira), Lila (Duda Wendling) e Theo (Octávio Martins); pela mãe Alice (Cláudia Abreu), uma alquimista culinária; e pelo pai Artur (Guilherme Weber), um renomado químico e inventor.
Quando os dois desaparecem misteriosamente, os quatro irmãos precisam aprender a se virar sozinhos enquanto tentam entender o que aconteceu.
Mas não será tão fácil: desde o sumiço dos pais, ameaças suspeitas parecem rondar a casa da família. Apenas Theo, o caçula, sabe o que realmente aconteceu. São 26 episódios.
*Colaborou José Carlos Nery

 


Estreia do Gloob traz Cláudia Abreu como atriz, produtora e roteirista


‘Valentins — Uma família muuuito esperta’ promete estimular crianças sem subestimá-las

  RIO - Cláudia Abreu volta à TV no papel de uma mãe nada convencional. Transformada num rato, ela sai de cena por um tempo, e só retorna à aventura no capítulo final. Mas seu envolvimento e responsabilidade na série “ValentinsUma família muuuito esperta”, que estreia nesta segunda-feira às 20h30m no Gloob, vão muito além.

Mãe de quatro filhos, como sua personagem na história, a atriz produz a série com o marido, José Henrique Fonseca, de quem é sócia na Zola (Adilson Xavier e Eduardo Pop também são produtores da atração). E também assina a roteiro da história, com a escritora Flávia Lins e Silva, criadora do seriado “D.P.A. — Detetives do prédio azul”, sucesso do mesmo Gloob.

Com uma segunda temporada já sendo gravada, a estreia de “Valentins” marca os cinco anos do canal dedicado ao público infanto-juvenil e o desejo de Cláudia de ir além da atuação.

Chega uma hora em que você quer fazer seus projetos, realizar suas ideias, e escrever dá liberdade para isso ser possível. Sempre tive vontade de me desenvolver como autora — conta ela.

Além de coprodutor, José Henrique Fonseca é diretor geral da atração, dirigida ainda por Calvito Leal e Duda Vaisman. Para Fonseca, “Valentins” é uma série que não subestima o público-alvo.

A Cacau leu vários livros sobre o medo, e seguimos todo um padrão de pedagogia do canal, sempre achando que uma série para criança não precisa ser bobinha — pondera o diretor.


Cansada de ver seus filhos assistindo a séries americanas, como “Hannah Montana” e “iCarly”, e imitando seus trejeitos, Cláudia situou seus personagens numa cidade fictícia, na década de 1960. Apesar de a história não tirar partido da tecnologia atual, os personagens vivem em meio a engenhocas.

No convívio com os próprios filhos, ela se deu conta do fascínio que as crianças têm em relação ao que lhes amedronta. 

Por observar essa curiosidade, a proposta é estimular a autonomia das crianças para lidar com medos, sem necessariamente ter a ajuda de um adulto, e fornecer ferramentas criativas para que elas aprendam a se defender — ela diz. — Outro aspecto é mostrar que a união dos irmãos se torna uma força invencível.

Na história, cuja primeira temporada terá 26 episódios, a alquimista culinária Alice, vivida por Cláudia, e o marido, o cientista Artur (Guilherme Weber), são transformados em ratos. Após o sumiço misterioso dos pais, Theo (Otávio Martins), Betina (Rebecca Solter), João (Arthur Codeceira) e Lila (Duda Wendling) terão que se virar. Na verdade, só o caçula Theo sabe o que realmente aconteceu. Enquanto Alice e Artur não reaparecem, as crianças acabam ficando sob a supervisão de Randolfo (Luis Lobianco), um amigo da família que se revela pouco confiável.
A gente colocou um vilão que fosse amigo da família para mostrar que às vezes uma pessoa acima de qualquer suspeita pode nos surpreender — pondera Cláudia.
 Leia mais: https://oglobo.globo.com/cultura/revista-da-tv/estreia-do-gloob-traz-claudia-abreu-como-atriz-produtora-roteirista-21465377#ixzz4k7XCcAQc
stest

     Cláudia Abreu estreia como roteirista em série que homenageia os filhos

Malu Mader e Luiz Miranda participarão da 2ª temporada da Série

Há 30 anos, Cláudia Abreu vive de contar histórias, seja na pele de uma princesa, uma revolucionária, uma cantora tecnobrega ou de um fantasma. Mas com "Valentins", história criada por ela que estreia como série infantil no Gloob no primeiro semestre de 2017, a atriz e produtora encontrou outro caminho de dar vida a seus personagens. Voltada para um público que ela conhece bem, depois de encantar plateias mirins com "Pluft, o Fantasminha" no teatro, ela assina os roteiros da atração junto com Flávia Lins e Silva ("Detetives do Prédio Azul").
Se existe alguma semelhança entre sua personagem e Alice, ela se resume ao fato de as duas serem mães de quatro crianças. Quem garante é Cláudia, que diz não ter se inspirado nos rebentos - Maria, 15, Felipa, 9, José Joaquim, 6, e Pedro Henrique, 5 - para criar a família da ficção, mas que ela funciona como uma homenagem.
"Fiz questão de ser bem diferente. Quis que a série marcasse a infância deles como uma homenagem, um presente carinhoso. Por isso são quatro crianças, nada além disso. A família não tem nada a ver com a nossa, e os quatro filhos são diferentes em personalidade", afirma Cláudia, que recebeu o UOL nos intervalos das gravações que se encerraram esta semana, no Polo Rio Cine Vídeo, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio.
Procurando bem, Alice tem outra semelhança com sua criadora: é uma mãe alegre. "Gosto de ser uma mãe divertida, de fazer umas maluquices com meus filhos, cantar alto no carro, fazer umas palhaçadas. Tento ser uma pessoa alegre na vida, e nesse ponto a gente tem a ver", diz ela, que garante "tentar ser durona" quando necessário. "Eu tenho mais regras, a Alice é mais anárquica", analisa.

Entre uma gravação e outra, a atriz administra como pode a rotina do quarteto. Pouco antes de a entrevista começar, depois da pausa do almoço, ela pediu uns minutinhos para ligar para casa e combinou de vê-los no fim do dia, no estúdio. Foi a forma que encontrou para ter mais tempo com eles durante as semanas sem folga em que se revezou como a Helô de "A Lei do Amor" e Alice, além de estar escrevendo os roteiros da segunda temporada da série.
"Eles vêm para cá assistir à gravação. A gente tem que ser de circo: rodar pratinho e fazer malabarismo com a outra mão (risos). Acumulou tudo para esse ano, mas é uma situação tão inusitada de realização que você descansa menos, mas está satisfeita. Estou com bastante energia. Daqui a um mês, vai acalmar", diz ela, cuja personagem aparece na estreia e no desfecho da história.
Sócia da produtora Zola e determinada a investir em projetos próprios, Cláudia decidiu investir num campo que ainda considera pouco explorado no Brasil: a produção audiovisual infantil. E a estreia como roteirista foi surpreendente, segundo ela.
"Agradeço muito à Flávia, que foi muito generosa. A gente criou juntas e dividiu meio a meio. Ela foi muito incentivadora. Talvez, se eu tivesse escrito com uma pessoa que ficasse apontando alguma coisa que não fosse legal, me deixaria mais insegura. Mas ela fez o oposto, só falava coisa boa e foi me fazendo acreditar que eu podia ir em frente", lembra ela, que em casa, tenta driblar a curiosidade dos filhos sobre os rumos da trama. "Eles sempre pedem para contar na hora de dormir, eles já conhecem de trás para frente. Agora querem saber a segunda. Mas são crianças, né? Vai que soltam na escola. Digo que eles não vão saber", brinca.

Comentários 

 Insta do Giane. Muito fofo ele divulgando a série da Cacau!

  Twitter

2017

Agosto

3

Junho

10

 Abril


Reynaldo Gianecchini reúne 'pares românticos' Mariana Ximenes e Cláudia Abreu em viagem

 Chapada dos Veadeiros e Alto Paraíso, em Goiás


Ator Reynaldo Gianecchini contou com a companhia de atrizes Mariana Ximenes e Cláudia Abreu, que já fizeram par romântico com ele em novelas

09/06/2017 13h26 - Atualizado em: 09/06/2017 17h50 / por QUEM ONLINE
O Rastro - Cinema 

Trailer

 

“É como se você sentisse a energia daquele lugar”, diz Claudia Abreu sobre ‘O Rastro’

Assisti dia 24 de maio. Eu que adoro filmes de suspense - com toques de terror - O Rastro não me decepcionou! Levei uns sustos nuns momentos, graças à fotografia e a trilha sonora que são perfeitas pra cada cena, um primor a parte que não deixam em nada a desejar em relação aos filmes americanos desse gênero! 
A história deixa uns mistérios no ar, como a relação de Olívia (Cláudia Abreu) e João (Rafael Cardoso) no passado.... Aliás, Cláudia não é a protagonista do filme - e sim Rafael e Leandra Leal - mas as cenas em que está com sua Olívia, são importantíssimas pra se entender os mistérios que envolve o personagem de Rafael e o personagem principal do filme - O Hospital Público - onde se passa 95% da trama. E Cláudia arrasa só nos olhares, nas sutilezas e, discrição aparentemente - de uma médica discreta, como qualquer outra que trabalha num hospital em decadência da rede pública do Brasil, mas só aparentemente..... 
Conclusão: Saí da sala de cinema satisfeita com o filme, com as ótimas interpretações dos atores - em especial Rafael, Cláudia, Leandra e a garotinha que é um ponto chave da história - mas triste e cada vez mais decepcionada em como a vida humana é tratada no Brasil pelos poderosos....
Taís Almeida Cardoso - Adm.
Claudia Abreu, que vive médica chefe de UTI em ‘O Rastro’, comenta bastidores de gravação de terror em hospital: ‘minha primeira sensação foi de desconforto total’

O sombrio hospital de “O Rastro” provocou calafrios ainda durante as gravações do longa-metragem. Ao entrar pela primeira vez no set de filmagem montado em um antigo hospital desativado do Rio de Janeiro, no qual o teto parecia que iria desabar a qualquer instante, a atriz Claudia Abreu, se sentiu desconfortável.
“É como se você sentisse um pouco a energia daquele lugar”, conta a atriz que interpreta Olívia, a médica chefe de Tratamento Intenso da história.
Além da sensação sinistra, Claudia Abreu revela que o roteiro original, de um filme de terror em um hospital público, foi o que a seduziu para fazer parte da produção. “Eu acho que não tem nada mais original do que um filme de terror num hospital público brasileiro. É um filme de terror com um assunto muito importante por trás”, acredita.
O Rastro traz no elenco Rafael Cardoso, Leandra Leal, Claudia Abreu, Felipe Camargo, Jonas Bloch e Alice Wegmann. Dirigido por J.C. Feyer, o longa estreia nesta quinta-feira, 18 maio de 2017. A produção é da Lupa Filmes em coprodução com a Orion Pictures e a Imagem Filmes, que também cuidará da distribuição no Brasil.


Confira a entrevista exclusiva da atriz Claudia Abreu nos bastidores de “O Rastro”.


Potente, suspense brasileiro 'O Rastro' acerta com clima sinistro

 Twitter



Essa semana terá pariticipação do eterno Cazuza que fará um show na Grafiete - núcleo da Cláudia Abreu, Cássio Cabos Mendes, Raul Gazola e Luiz Maçãs

No ar no Viva, “Fera Radical” lidera audiência do horário no Rio de Janeiro e em São Paulo


À partir do dia 05 de Junho o Canal Viva (GloboSat) exibe uma das parcerias mais bem-sucedidas da Dramaturgia Brasileira: Malu Mader e Claudia Abreu.
Em “Fera Radical” (1988) Malu Mader e Claudia Abreu, vivem Claudia da Silva e Ana Paula Flores respectivamente, duas personagens de temperamento forte e determinadas, porém de lados opostos.
A famosa parceria das atrizes iniciada um ano antes, na novela “O Outro” de Aguinaldo Silva, ganharia contornos históricos em 1992. É a consagrada minissérie “Anos Rebeldes”. A guerrilheira Heloísa (Claudia Abreu) e a romântica egoísta Maria Lúcia (Malu Mader) estavam novamente em lados opostos, mas se uniriam em um certo momento da história ambientada nos anos 60.
Quatro anos depois as atrizes participariam algumas vezes dos mesmos episódios da polêmica série “A Vida Como Ela É” baseada em contos apimentados de Nelson Rodrigues entre os anos 50 e 60. Na minissérie “Labirinto” (1998), Gilberto Braga fez uma história policial em que figuram entre outros personagens a garota de programa Paula Lee (Malu Mader). Entre as amigas de “profissão” de Paula, está a bela Liliane (Claudia Abreu). As atrizes trabalhariam somente numa rápida cena de um capítulo, dessa vez.
As parceiras viajariam ao Século XIX, no Vale do Paraíba e no Rio de Janeiro, na pele da Escrava Branca Olivia Xavier (Claudia Abreu) e da ex cortesã Esther Dellamare (Malu Mader) na sofisticada trama de “Força de um Desejo” (1999), dessa vez novamente com a assinatura de Gilberto Braga. Olivia e Esther são amigas intimas e trocam segredos que movimentariam a trama que teve colaboração de Alcides Nogueira. Em 2003 as atrizes retornariam no horário nobre na pele da Empresária bem-sucedida Maria Clara Diniz (Malu Mader) e da ressentida Laura Prudente da Costa (Claudia Abreu) numa rivalidade que entrou para a história e teve embates antológicos.
Agora será a vez de Ana Paula Flores (Claudia Abreu), rica e mimada e de Claudia da Silva (Malu Mader), sofrida, temperamental, e determinada a implodir a Família Flores, da qual Ana Paula faz parte.
Imperdível! 

Texto de Isac Santos no Face - https://www.facebook.com/groups/2047172845508103/permalink/2269775456581173/?comment_id=2273334466225272&notif_t=group_comment_reply&notif_id=1496176367371362

Fera Radical estreia em junho


O sucesso de Walther Negrão está na lista das 10 novelas mais pedidas

Um grande sucesso dos anos 1980 chega ao VIVA em junho: “Fera Radical” (1988). Escrita por Walther Negrão – com colaboração de Luiz Carlos Fusco, Ricardo Linhares e Rose Calza -, a novela está na lista das 10 mais pedidas pelos assinantes do canal, desde 2013.

O folhetim tem como destaques as atuações de Malu Mader, na pele da protagonista Cláudia, e de Yara Amaral, em seu último trabalho, como a vilã Joana. A atriz faleceu no naufrágio do Bateau Mouche, no Rio de Janeiro, no réveillon de 1988/89.
 O elenco conta com nomes de peso: Carla Camurati, Cláudia Abreu, Denise Del Vecchio, Elias Gleizer, José Mayer, Laura Cardoso, Paulo Goulart, entre outros.
Como mote principal, a vingança, tema que também permeia sua antecessora no horário: “Torre de Babel”.

Baseada na peça “A Visita da Velha Senhora”, de Friedrich Dürrenmatt, assim como a clássica “Cavalo de Aço” (1973), também de Negrão, a novela aborda a história de Cláudia (Malu Mader), que retorna depois de 15 anos a Rio Novo, sua cidade natal, disposta a se vingar do extermínio de sua família. Ela arruma emprego na Fazenda Olho d’Água, propriedade dos suspeitos pelo assassinato de seus pais e irmãos, mas não imagina que está prestes a encontrar o amor de sua vida: Fernando (José Mayer), filho de Altino Flores (Paulo Goulart) e Joana (Yara Amaral). O romance engata e o casal precisa lidar com a perseguição e as armações de Joana.




Twitter 
Setembro 
7
 1

Junho
26

17

16

 15

10

9

7
 6


5

Cláudia participa de #CasaBrasileiraNoGNT
Ela tá linda! E, minha mãe estava vendo Fantástico e eu to no note, mas ela sempre fica mudando de canal quando entra propaganda e, quando ela colocou nesse programa do GNT, estava mostrando paisagens de casas no campo - lindíssimas só pra gente rica - e uma moça falando, mas não mostrava o rosto da moça e, eu comentei com minha mãe: "Nossa, parece a voz da Cláudia Abreu:" passaram-se uns 5 minutos, e mostrou ela!! Eu fiquei 😱😱😱 
Adm.
Game
Promovido pelo FC Abruzetes 



1º Dia (21 de abril) - Foto

 2º Dia (22 de abril) - Personagem (Vitória)

3º Dia (23 de abril) - Amigos (Adriana Esteves, Emanuelle Araújo)
4º Dia (24 de abril) - Revista (TPM)
5º Dia (25 de abril) - Zé Henrique Fonseca (marido)



6º Dia (26 de abril) - Propaganda (Lux Luxo Flash)


 7º Dia (27 de abril) - Look: Melhores do Ano 2013

8º Dia (28 de abril) - Filme: Os Desafinados

9º Dia (29 de abril) - Cabelo
10º Dia (30 de abril) - Par Romântico: Reynaldo Gianecchini

11º Dia (1 de maio) - Prêmios: Melhores do Ano de 2014

12º Dia (2 de maio) - O que te chama a atenção na Cacau: O Sorriso

13º Dia (3 de maio) - Cenas: Belíssima e A Lei do Amor



14º Dia (4 de maio) -
15º Dia (5 de maio) - Recado pra Cláudia Abreu




Saudades de A Lei do Amor e de Peloísa

 Cacau e Giane! Saudades já estou desse casal feito por vocês que me emocionou muito ao longo 6 meses!
Obrigada por darem o corpo e a alma a Helô e Pedro, personagens lindos, guerreiros e apaixonantes que estarão pra sempre no meu coração!
Bjs e parabéns por mais desafio realizado em suas carreiras!
Adm.




Cacau é linda demais, muito fotogênica! Não importa a foto, ela tá sempre linda em todas!
Adm.

Festa de despedida do Elenco de A Lei do Amor - 28 de março de 2017


  Último Cap de Cheias de Charme no Vale a Pena Ver de Novo - 21 de março de 2017

Cláudia Abreu lembra sucesso de Chayene: 'Uma das maiores alegrias que tive'

 Atriz de 'A Lei do Amor', que também está no ar em 'Cheias de Charme', relembra a personagem que marcou sua carreira: 'Oportunidade que não vem duas vezes na vida'

 Ela já fez muitas personagens nas telinhas da Globo: boa, má, doida, honesta, batalhadora, engraçada... um papel mais diferente que o outro, mas um dos que mais que marcou a vida de Cláudia Abreu foi a doidinha da Chayene, de Cheias de Charme. A atriz, que está na reprise do Vale a Pena Ver de Novo e em A Lei do Amor, conversa com o Gshow e relembra os momentos como rainha do eletroforró de 2012.


“Foi uma das maiores alegrias que eu tive nessa profissão. Eu tinha tido dois filhos em seguida e estava dois anos parada só por conta da gravidez e dos nenéns. De repente veio essa novela e tudo indicava que eu não iria fazer por conta da licença maternidade e dos filhos, mas, quando li, eu não só amei a história e a linguagem diferente, como também achei tudo muito original e bem escrito. Quando li a Chayene, vi que era uma oportunidade que não vem duas vezes na vida”, explica, Cláudia, que é mãe de quatro filhos, Maria, Pedro Henrique, Felipa e José Joaquim

A personagem era completamente o oposto de tudo que já havia feito e ela se virou em mil para dar conta do trabalho e de todo o resto em casa: “Foi uma satisfação enorme. Eu fiz uma preparação grande para interpretar a Chayene. Eu e as meninas, que viviam as Empreguetes, fizemos teste vocal e vivenciamos mesmo o que os cantores vivem”

Foi inesquecível tudo que Cláudia viveu na pele da rainha do eletroforró, mas ela lembra com carinho da primeira cena gravada, em um show do Michel Teló. “Além de cantar com som direto eu ainda tinha que dar em cima dele. Ele ficou todo tímido e nem entendeu nada na hora (risos), mas isso foi ótimo e serviu para a novela também. Depois entrei em um show da Ivete Sangalo e fiz parcerias com muitos cantores convidados, como Luan Santana, Zezé Di Camargo & Luciano, Preta Gil, Gaby Amarantos...”, conta ela, que mesmo com o fim da obra ainda cantou como Chayene com Roberto Carlos e nos 50 anos da TV Globo, ao lado de Gaby Amarantos

No ar em duas novelas, a atriz comemora o fato de ter personagens tão distintos ao mesmo tempo na TV. “Foi uma coincidência feliz. De dia as pessoas podem me ver com um tipo cômico muito definido e de noite temos a heroína, romântica, batalhadora, que é exatamente o oposto. É bom mostrar que você pode fazer coisas diferentes”, destaca Cláudia, que interpreta Helô na trama das nove.

Cláudia Abreu prestigia a peça "5X Comédia" no teatro Frei Caneca, em SP - 18 de março

Campanha  - 18 de março de 2017 em SP

 

 

 Cláudia Abreu prestigia  peça 'Amor de Fada' acompanhada dos filhos Pedro Henrique e José Joaquim, no RJ

 

Por essas fotos, o José Joaquim é a cara da Cacau e o Pedro Henrique (o mais loirinho) parece bastante com o Zé Henrique.

Adm.

É HOJE! Cacau no Estrelas

Lindo projeto de Marcia e a surpresa que Cacau e Angélica fizeram pra ela. O projeto é lindo e a surpresa foi emocionante!!

Adm

  No Estrelas deste sábado, 18/3, a atriz Cláudia Abreu, que está no ar como a Helô, protagonista da novela A Lei do Amor, participou do quadro 'Estrela da Estrela' e elegeu a irmã, Marcia, para homenagear. Antes da surpresa, a apresentadora Angélica conversou com a atriz para entender um pouco da relação das duas. Assista ao vídeo e confira esse momento especial!  

 "Marcia era tímida e na época meu tio conseguiu uma vaga para ela no curso de teatro, ela não quis, então eu fui no lugar dela", disse Cláudia, que foi só elogios para irmã: "Eu tenho muita admiração por ela, ela cuida da família inteira, sempre cuidou dos irmãos, é aquela irmã maternal", comentou com apresentadora.  

A pressão em torno da profissional nunca foi um problema para Marcia: "Como eu comecei a ser atriz cedo, eu ganhei visibilidade muito rápido e as pessoas não tem sensiblidade muitas vezes para lidar com os irmãos. Ela nunca se abateu com isso e foi atrás do que ela queria. Admiro ela ser o que ela é e conseguir ser boa no que faz, sem deixar de ser fiel a si mesma", comentou Cláudia.  

Cláudia Abreu tem quatro filhos, um currículo gigantesco que inclui televisão, teatro e cinema e falou sobre o que gosta de fazer para juntar a família e descansar: "No Rio (de Janeiro) é mais difícil você encontrar um programa que todos queiram fazer. A praia é um bom programa porque junta todo mundo. Mas o que eu gosto mesmo é viajar para a serra, tomar banho de rio, ficar deitada na rede, ficar abraçando árvore, plantando", revelou. 

Depois de muito conversarem, chegou a hora das duas encontrarem a homenageada do dia, que não desconfiava de nada do que iria acontecer. A professora, formada em dança, trabalha em um hospital com pacientes que necessitam de neuroreabilitação, no Hospital Rede SARAH no Rio de Janeiro. Quando as duas se encontraram a emoção e os sorrisos tomaram conta do momento: "Gente, que surpresa boa. Eu a admiro muito, como mulher, mãe, profissional", disse Marcia em relação a irmã. Que não deixou de retribuir o carinho: "É muito amor envolvido. Eu só tenho que agradecer isso tudo", concluiu.

Cláudia Abreu comenta boa forma após quatro filhos: 'Me cuido, mas sem neura'

 No ar em 'Cheias de Charme' e 'A Lei do Amor', atriz fala das parcerias nas novelas, dos novos projetos e brinca sobre férias: 'O meu maior desejo'

 Cláudia Abreu continua a mesma desde a exibição de Cheias de Charme, em 2012. A atriz, que está no ar em A Lei no Amor e também na reprise do Vale a Pena Ver de Novo, mudou mesmo foi o cabelo nesse tempo para dar vida às suas personagens. Em conversa com o Gshow, a intérprete da Chayene, fala dos cuidados de beleza e das mudanças nesses quase cinco anos. 

Se a Cacau não estava em sua boa forma em Cheias de Charme, o que seria esse corpo??? Logo após ter tido 2 bebês seguidos, ela estava linda demais e super em forma - ao meu ver. E, 5 anos depois, continua linda! O tempo não passa pra ela, impressionante! Adm. 

 “Eu tinha acabado de ter neném, então eu não estava magérrima, mas era bom para a personagem. Ela tinha que ter uma coisa mais decadente (risos). Eu não estava gorducha, mas também não estava em forma. Estou mais magra agora, tenho me cuidado. Antigamente era mais preguiçosa. Acho que quando você é mais jovem, se permite a preguiça porque o tempo te ajuda, e depois vai amadurecendo e vai ajudando o tempo”, explica a atriz aos 46 anos. 

Com quatro filhos, o marido (José Henrique Fonseca), uma casa e com um ritmo de gravação intenso, Cláudia ainda consegue arrumar um tempinho só para ela e fazer o que realmente gosta para manter a forma: “Gosto de fazer coisas que me dão prazer. Nunca fui de funcionar na obrigação, de ficar me sacrificando por questão de vaidade ou de estética. Comecei a nadar no mar, que foi uma coisa que mudou minha vida, já vou trabalhar com outro astral. Também tenho uma personal que me ajuda a manter. Me cuido dentro do possível, mas sem neura! Depois da novela, quero voltar a jogar tênis que eu comecei e parei”. 

Ela, que lembra sempre com muito carinho da rainha do eletroforró de Cheias de Charme, comenta sobre os últimos trabalhos de sucesso na telinha. “A Chayene foi muito diferente. Depois veio a Pamela Parker-Marra, de Geração Brasil, que também era diferente e agora estou como a Helô, que é o oposto. Como eu vim de duas malucas, fazer uma personagem dramática, despojada e realista é muito interessante. Eu gosto de tentar ser versátil”, analisa. 

Além disso, para Cláudia, um dos grandes prazeres da profissão é a possibilidade de ter muitos encontros e reencontros com amigos queridos: “A coisa mais especial da Helô foi reencontrar o Gianne (Reynaldo Gianecchini). Ele é um dos grandes amigos da vida toda e o que mais me marcou foi selar essa amizade tão profunda com ele. 

O José Mayer, Vera Holtz, Emanuelle Araújo, também são pessoas que eu admiro e que amei reencontrar, assim como a turma de Cheias de Charme que reencontrei nessa novela, como o Humberto Carrão, Ricardo Tozzi e a Titina Medeiros”.


Prestes a voltar para o teatro, com os amigos da novela das Empreguetes, ela conta que está sonhando em descansar. “Estava fazendo muita peça infantil e queria voltar a fazer para adultos. Esse ano a gente estreia em São Paulo no segundo semestre. Também vou estrear como roteirista e ainda podendo atuar em uma temporada no Gloob. Tenho vontade de escrever mais e poder interpretar histórias que eu quero contar. O meu maior desejo agora é tirar férias. Vou baixar com meu arrastão para a casa da Titina, Luís Miranda e Emanuelle (risos). Eu nunca mais fui convidada para a casa de ninguém. Eu chego e o anfitrião sai”, brinca em relação à quantidade de filhos que tem. 


A produção de novelas, no ritmo que existe aqui no Brasil, apesar de todo o exercício preparatório – uma novidade em relação ao passado, muitas vezes não permite aos seus diretores se preocupar mais de perto com o trabalho do ator.
Ao contrário do que existe no teatro, onde o próprio tempo permite uma tarefa mais apurada, na televisão isto nunca foi, não é e jamais será possível, ainda mais com elencos que agora normalmente superam a casa de 70 ou 80 pessoas.
E por ser, tamanha a quantidade, uma missão impossível, cabe aos próprios atores contribuir e se empenhar na interpretação de tipos os mais diferentes. Alguns não conseguem, e se repetem, mas outros sempre nos surpreendem com novos desempenhos, completamente diferentes dos anteriores.
Um exemplo do bem é a Cláudia Abreu. Hoje, ela está em cartaz em dois momentos diferentes na Globo. À tarde, na reprise de “Cheias de Charme”, ela é a extravagante, egocêntrica e até grosseira Chayene, só no branco dos olhos parecida com a Helô de “A Lei do Amor”.
No caso dela, verifica-se e até poderia ser permitido, sempre repetir o nome da personagem, porque a sua interpretação sempre será diferente. ... - Veja mais em https://tvefamosos.uol.com.br/colunas/flavio-ricco/2017/03/07/interpr... - Veja mais em https://tvefamosos.uol.com.br/colunas/flavio-ricco/2017/03/07/interpretacao-de-claudia-abreu-e-um-exemplo-a-seguir-nas-novelas.htm?cmpid=tw-uol&cmpid=copiaecola


Dia Internacional da Mulher 2017


Carnaval 2017
 
Desfiles das Escolas Campeãs do RJ - 4 de março






Continua...


 Cláudia Abreu e Reynaldo Gianecchini 
 
 "Cacau é um dos presentes que essa novela me deu" 
Reynaldo Gianecchini

(Dia dos Namorados Internacional - 14 de fevereiro de 2017) 
Em breve o vídeo
Muito fofos esses dois - os atores e os personagens! Helô e Pedro estarão pra sempre no meu coração com um dos meus casais favoritos! Já amava a parceria linda deles em Belíssima, e, me apaixonei mais ainda por eles em A Lei do Amor! E que Cacau e Giane tenham muitos e muitos outros trabalhos juntos - na TV, Cinema e Teatro!
Adm. 
Giane postou hj (6 de fevereiro de 2017) no Instagram dele!
PS: O que é a Helô chorando emocionada ao contar pro Pedro que está grávida!! A cena foi linda e a emoção da Cacau em cena foi de uma realidade e delicadeza maravilhosa!!!!!!!!! 
 
Cláudia Abreu relembra da inesquecível Laura de Celebridade (2004)
Em homenagem ao Cap 100 de A Lei do Amor - 26  de janeiro de 2017

Em entrevista ao Gshow, atriz diz que a protagonista de 'A Lei do Amor' é 'delicada, suave, amorosa', ao contrário dos seus dois últimos trabalhos, que tinham uma pegada mais cômica - Cheias de Charme (2012) e Geração Brasil (2014)

Nesta quinta-feira, dia 26/1, vai ao ar o capítulo 100 de A Lei do Amor. Para comemorar este marco da novela das 9, o Gshow entrevistou a protagonista Cláudia Abreu para fazer um balanço trama e analisar toda a trajetória de vida da guerreira Helô

Desde muito jovem, Helô precisou ser madura e guerreira para defender a mãe doente e o pai alcoólatra. Sofrendo com a intervenção da família Leitão, ela jurou vingança, fato que marcou demais sua vida. Para piorar, ela foi separada de Pedro (Reynaldo Gianecchini) de maneira traumática! Grávida dele, pensando ter sido traída e completamente desamparada, ela se casa com Tião (José Mayer), o que muda sua vida para sempre.  

A atriz comentou como a personagem precisou ser forte para enfrentar os acontecimentos da vida e o fio de esperança em que ela se segurou para não se tornar uma pessoa amarga. “Foi tudo muito trágico, acho que a maternidade de alguma maneira a salvou, ela conservou a leveza e a doçura através do afeto que pode dar aos filhos. Mas ela sempre foi desiludida com o Tião, logo descobriu que ele era um homem infiel e de caráter duvidoso. Vejo a Helô como uma pessoa muito sozinha na verdade. O afeto dela era para os filhos e pronto.”, analisa a protagonista.

Cláudia vê o reencontro com o velejador como um suspiro de nova vida para a personagem, no campo afetivo, e o acontecimento mais marcante na segunda fase da história de Helô. “Era como se ela estivesse morta para o amor, que não fosse de mãe. Ela renasceu como mulher. Pode amar um homem de verdade, já que ela não acreditava mais no Tião e nunca tinha amado o Tião de fato. Pelo menos naquele casamento era como se ela estivesse morta. Mas até ela se separar do Tião teve todo o conflito dela querer renascer e a impossibilidade por guardar o segredo da filha ser do Pedro”, comenta a atriz. 

Cláudia destacou a importância dramatúrgica do momento de harmonia na história de amor de Pedro (Reynaldo Gianecchini) e Helô. "É muito importante esse momento de calmaria. Quando a sua história fica meio em banho-maria, parece que não tem função, mas tem e é mostrar o casal feliz. Isso tem tudo a ver na dramaturgia, tem que ser assim pra depois voltar a ter conflito.", contou a atriz. 
Após viver personagens exuberantes na TV como a cantora Chayene, em Cheias de Charme (2012), no ar em Vale a Pena Ver de Novo, e a atriz Pamela em Geração Brasil (2014), a loira comentou a importância de dar vida à uma mulher como Helô. “Tem sido muito interessante depois de ter feito duas personagens de tintas muito fortes, tipos cômicos. É um exercício completamente diferente e muito interessante fazer a Helô que é delicada, suave, amorosa. Às vezes tende a achar que o exuberante é o legal, mas o legal é poder fazer coisas diferentes, não só o exuberante, mas também o delicado.

Cláudia se identifica com o despojamento simples do figurino da personagem e elogia as roupas com ombros e costas de fora. “É o que mais valoriza, como estou com o cabelo curto, se as roupas fossem muito fechadas eu ficaria muito masculina. Foi um acerto. A Helô tem um casual chic, nem tudo tem a ver com o que eu uso na vida, mas é tudo muito elegante e confortável.”, analisa.  


Filme Cheia de Charme vai sair do papel!

De acordo com uma entrevista do Ricardo Tozzi, que fez o Fabian em Cheias de Charme, na revista Minha Novela, a novela vai virar filme! Ele e a Cláudia, assim que terminarem as gravações de A Lei do Amor, começarão a se preparar pras filmagens do filme! É torcer muito pra ser um sucesso tanto quanto foi a novela e, que volte Chay e as Empreguetes! 

 

                                                                   

Juntos em “Cheias de charme”, no ar no Vale a Pena Ver de Novo, Claudia Abreu, Luiz Henrique Nogueira, Leandra Leal e Rodrigo Pandolfo vão estrear uma peça no segundo semestre de 2017. “Insana” é um texto inédito de Jô Bilac e Julia Spadaccini e terá direção de Bia Lessa.  

Fonte: Kogut

Cláudia gravou dia 7/12 - Programa do JÔ

  #ClaudiaAbreuProgramaJo

  Entrevista irá ao ar na data de 14/12/16 

A edição do “Programa do Jô” do dia 14 de dezembro de 2016, quarta-feira, conta com a participação especial de Cláudia Abreu, atualmente no ar na novela “A Lei do Amor”, interpretando a protagonista Helô.
No bate-papo, a atriz relembrou o começo de sua carreira, aos 10 anos de idade no Tablado, escola de teatro do Rio de Janeiro.

Mãe de quatro filhos, Cacau, como é chamada pelos mais próximos, afirma ter descoberto um afeto especial com a maternidade, aptidão que nem ela imaginava ter anos atrás. Hoje, para ela, os filhos vêm em primeiro lugar.

Twitter /Insta/Face

Julho

22

 

Junho

30

 

18



 17

15


 Maio

11

Abril

27

  25

 

20

 

18


 16

 

15

14

 

 12

 

Março

  30

16

13

9

  3

 Fevereiro

15

11


  10

  Janeiro

29

  15

14

 

 

10

 

2

1



 

 


Dezembro 

29/31


21

   Alice elogia Cláudia, sua colega de cena de A Lei do Amor


Revistas

Contigo 2016

  Claudia 2016


 

 Cláudia Abreu é a celebridade mais comentada de outubro segundo pesquisa

Cláudia Abreu foi a celebridade mais citada no mês de outubro segundo o Top Cast, estudo desenvolvido pela PR Newswire. A atriz da novela A Lei do Amor ficou em primeiro lugar no Rio e São Paulo como a mais citada pela imprensa. 


Bruna Marquezine ficou em segundo lugar. Sua personagem na série Nada Será Como Antes teve boa repercussão. Xuxa garantiu o terceiro lugar como destaque na revista Caras.  
A quarta e quinta posição do ranking são ocupadas por Mariana Ximenes e Cláudia Raia respectivamente.


                                                         
                                                                                         
                                                                                           Vinheta Fim de Ano 2016 

 
Fonte: Insta do Ricardo Tozzi

  Cláudia Abreu e Mariana Ximenes são cotadas para viver Hebe em musical
Além de ganhar um filme em 2018, a vida e carreira da apresentadora Hebe Camargo vai virar uma superprodução musical no ano que vem. Orçada em R$ 10 milhões, a produção está sendo tocada pelo empresário Luiz Oscar Niemeyer, acostumado a trazer grandes shows ao Brasil, e que envereda agora pelos musicais, como “A história de Wilson Simonal”.

Sobrinho de Hebe e por décadas seu empresário e representante, Claudio Pessutti conta que a biografia oficial da tia, escrita pelo jornalista Artur Xexéo, deve servir de base para o roteiro, que ainda está sendo desenvolvido. O grande desafio tem sido encontrar uma atriz que seja capaz de encarnar a loura e cantar ao vivo.

Mariana Ximenes e Cláudia Abreu são alguns dos nomes que foram pensados. Giovanna Antonelli e Adriane Galisteu também. Mas ainda não há nada fechado. Dependendo das épocas retratadas, Hebe poderá ser vivida por mais de uma atriz — explica Claudio.
                                                                                          Twitter/Face
                                                                              Twitter Niver
 


Festa de Lançamento




 Estou amando A Lei do Amor - é a 1ª novela que me prende e me encanta depois de Av Brasil e, por isso, tenho feito vários efeitos com fotos de Helô (Cláudinha Abreu) e Pedro (Reynaldo Gianecchini) - Peloísa. Como fiz esse post em homenagem ao niver da Cacau e gostaria muito que ela tivesse chances de ela ver, colocarei aqui algumas montagens. Espero que a Adri não se importe e que a Cacau goste.

 

                                                         28 de março 

Festa de despedida do Elenco





Bastidores em Angra - Última cena de Peloísa - Saudades enormes já!




 Twitter - cap 155



Cláudia e Giane falam sobre o trabalho de A Lei do Amor e suas cenas marcante na novela
 
 
 Bastidores da festa de aniversário de 5 anos de Ricardo e 5 anos de cura de Letícia








Face
 

  Helô e Letícia! 2 lindas que estão passando por momentos difíceis e, se não fosse pelo Câncer da filha, estariam em festa com a chegada de novo membro na família! 

Mas ainda vão comemorar muito a chegada desse pequeno que já é um herói antes mesmo de nascer!

 Momento triste e mágico que Helô está vivendo e mesmo sem ter perdoado Pedro, e tem total meu apoio em não perdoar, está aceitando a presença e o carinho dele pra enfrentar esse
 

 momento difícil e delicado de sua vida, e da de seus filhos Letícia e o bebê que já está chegando pra salvar Helô, Pedro e, principalmente, Letícia.



Revolta com o que estão fazendo com Peloísa (casal Helô e Pedro de A Lei do Amor)
 Criei essa montagem e peço que a todos que estiverem, assim como eu, revoltados com os autores vão fazer com o casal - Pedro irá trair Helô com Laura e, o que é pior, vai trair por conta própria (relembrar os bons momentos que viveu com a Angolana) e não vai sentir o mínimo de culpa quando Helô flagrar eles na cama de Pedro, na mansão da família Leitão, onde, de acordo com a nota, Laura estará MORANDO com a filha. - compartilhem essa montagem em suas rede sociais, marcando a Globo pra que, quem sabe, conseguimos que os autores mudem isso. Se é pra Helô reviver o que viveu há 20 anos atrás ao pegar Pedro na cama com Suzana, que dessa vez seja uma armação também, só que uma armação de Laura.

É hoje que nosso coração irá se despedaçar junto com o da Helô! Ódio com o que os autores fizeram com o Pedro! Ele ficou burro e grosseiro com Helô!
 Foto linda, mas o encanto pelo casal acabou! Mesmo com a brilhante interpretação da Cacau e a química gigante que sinto entre ela e Giane desde Belíssima, não dá mais pra torcer pra Pedro
nessa novela.

E não é que os autores tiveram a coragem de estragar totalmente o caráter do Pedro? Não acredito até agora que realmente fizeram isso com o casal protagonista de A Lei do Amor. Amor? Seria mais A Lei da Traição! Lamentável! Uma tristeza ver a Cláudia Abreu, mesmo brilhando, ter estado nessa novela que foi aos poucos destruída pelos autores e pelas interferências de Sílvio de Abreu e Ricardo Linhares!

Pedro trai Helô em ‘A lei do amor’ e a novela bomba na internet

  A traição de Pedro (Reynaldo Gianecchini) mexeu com os ânimos do público de “A lei do amor”. No Twitter, os internautas estão indignados não só com o fato de o velejador ter dormido com Laura (Heloisa Jorge), mas, principalmente, com a naturalidade com que ele falou sobre a pulada de cerca com Helô (Claudia Abreu).

A solidariedade com a galerista foi tamanha que ‘Helô’ ficou entre os assuntos mais comentados no microblog. E teve até gente chamando Nazaré Tedesco (Adriana Esteves/Renata Sorrah) para dar um jeito no Pedro.




Ele tinha q ficar sozinho! Deveriam dá um jeito da Stelinha não ser filha dele e ele acabar sem ninguém. 
Como Helô estará convivendo com médicos que irão cuidar de Letícia, ela poderia se apaixonar e ser correspondida por um desses médicos e terminar com ele, deixando Pedro sozinho e louco de ciúmes! E, que ironia, em Belíssima eles também não terminaram juntos justamente porq a personagem dele traiu a personagem dela, Vitória, no caso, não o perdoou e terminou com o personagem do Marcos Palmeira, que entrou na novela como delegado.










Helô descobre que está grávida e conta pra Pedro e, essa cena emocionou Cláudia, Giane e, a mim também!!
Cenas de Peloísa que escrevi, espero que gostem! Escrevi em homenagem ao trabalho da Cacau e do Giane pra todos os telespectadores que, assim como eu, amam esse casal!







 


Instagram Taís Almeida Cardoso (Eu rs)







28 de março
Helô, Pedro e Letícia após a passagem de tempo de 5 anos. Cabelos curtos ou longos, Cacau sempre linda! E, Giane, mais lindo ainda sem barba e com cabelos curtos! Morta com essa foto! Faltou um garotinho de 5 anos q fará Ricardo, filho de Helô e Pedro.
Adm.




Exibida na faixa das 22h , devido o jogo da seleção, A Lei do Amor registrou ótimos de audiência em São Paulo e Rio de Janeiro , nesta quinta-feira (23).
Exibida das 22h05 às 23h11, a trama escrita por Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari cravou sua segunda maior audiência, com 33.0 pontos de média e 51% de share, de acordo com dados consolidados do Ibope da Grande São Paulo.
No Rio, a novela das nove fechou com 36 pontos de média e 54% de share e, registrou seu terceiro melhor índice desde a estreia – o recorde na capital carioca é de 39 pontos.
Comparando o índice de ontem com a média da faixa das 22h05 às 23h11 nas quintas-feiras anteriores, “A Lei do Amor” conseguiu 5 pontos a mais que a média em SP (18%) e 6 pontos a mais no Rio (20%).
Cada ponto equivale a 70.5 mil domicílios na Grande São Paulo e a 44 mil no Rio de Janeiro.
Noticiando TV




Os campeões
“A lei do amor” foi o programa mais visto da TV Globo no PNT (audiência nacional) na semana de 12 a 18 de dezembro. O “Jornal Nacional” aparece em segundo lugar, seguido do especial “Festeja Brasil”. A 2ª edição do jornal local, “Rock story”, “The voice Brasil”, “Sol nascente”, “Globo repórter”, a faixa Tela Quente e o “Fantástico” completam a lista das dez maiores audiências da emissora nesse período. Os dados são do Ibope.

Bastidores 
Vídeo em homenagem ao casal
Cenas/Bastidores


Falha Nossa


Bastidores



 
Filmagem feita por Giane em Paraty (Insta @reynaldogianecchini)

 Cena de Helô comoveu o Brasil: o que aconteceu? Quais as chances de aborto?

Na trama, Pedro (Reynaldo Gianecchini) descobriu recentemente que é pai da jovem Letícia (Isabella Santoni) e pediu outro filho para a companheira, Helô. “Hoje me dei conta de um desejo muito forte, que estava aqui, guardado. Quero muito ter outro filho com você! Eu queria começar do começo. Sentir nosso filho crescendo. Estar na sala de parto, segurando a tua mão. Quero estar com ele quando der o primeiro passo. Eu preciso viver a paternidade de um jeito pleno, Helô! A gente merece se dar esse presente!”, pediu.







































































































































































Nas cenas seguintes, no entanto, a personagem contou que, depois de ter tido o segundo filho, vivenciou uma gravidez tubária, por esse motivo e também pela idade avançada – 40 anos – temia engravidar novamente. Pedro insistiu e convenceu a mulher a procurar um especialista para fazer uma inseminação artificial. Com medo dos efeitos colaterais, físicos e emocionais, Helô optou por tentar engravidar naturalmente, mesmo sabendo da dificuldade. Sem tratamento, Helô conseguiu engravidar. A cena exibida nesta última segunda-feira (6), no entanto, mostra a personagem perdendo o bebê, em um aborto espontâneo.

Sobre o assunto - http://www.vix.com/pt/maes-e-bebes/542265/cena-de-helo-comoveu-o-brasil-o-que-aconteceu-quais-as-chances-de-aborto?utm_source=facebook&utm_medium=manual&utm_campaign=BDM

Twitter/Face - A Lei do Amor
2017 
Junho
16


Abril

27

25

13


5

 3

Março
28


27




26


25

17

16










15



14







 
11











9


Fevereiro
Carnaval 22 de fevereiro 

9

 

10

 

  9 




 


6



6





Não vejo a hora de Pedro e Helô voltarem a namorar! As cenas deles são lindas!!! Cacau e Giane têm uma química gigantesca em cena, me emociono muito nas cenas deles, até nas cenas de uma simples conversa entre eles já é muito especial! Por isso, não vejo a hora de chegar na reconciliação dos personagens, nessa cena - http://noticiasdatv.uol.com.br/noticia/novelas/lei-do-amor-apos-vinganca-de-tiao-helo-e-pedro-reatam-namoro--13306

2016 
Dezembro 
24

13

8
























5






3
2







Novembro
28



26




24


23

23


22

21

20

19


15










13

12






7



Outubro
30




Cinema - O Rastro (18 de maio de 2017)


Um hospital decadente, prestes a ser fechado, é cenário de momentos de medo e tensão em “O Rastro”, longa-metragem de terror que chega aos cinemas em 18 de maio. Responsável pela transferência dos últimos pacientes da UTI, o médico João Rocha (Rafael Cardoso) se desespera com o sumiço da última paciente do lugar, a menina Júlia (Natalia Guedes). Ele tenta seguir o caminho que o leve até a garota ao mesmo tempo em que precisa cuidar da mulher grávida, Leila (Leandra Leal).
Na busca pela verdade, João confronta os antigos colegas de trabalho, Olívia Coutinho (Claudia Abreu) e Heitor Almeida (Jonas Bloch), esbarra nas burocracias do sistema público de saúde, e desvenda inóspitas alas do hospital, abandonadas e infestadas de pombos, e repletas de mistérios. Quanto mais João se aproxima da verdade, mais ele mergulha em um universo obscuro, que nunca deveria ser revelado.
“O Rastro” traz no elenco Rafael Cardoso, Leandra Leal, Claudia Abreu, Felipe Camargo, Jonas Bloch e Alice Wegmann. Dirigido por J.C. Feyer, o longa estreia em 18 maio de 2017. A produção é da Lupa Filmes em coprodução com a Orion Pictures e a Imagem Filmes, que também cuidará da distribuição no Brasil.
    
  
Geração Brasil 2014

 
Cheias de Charme 2012
 
Celebridade  2003/2004

Tieta (Cinema - 1996)

Pátria Minha (1994) 
Face - Trilha Sonora
 
Barriga de Aluguel (1990-1991)
Caps
cap 1
cap 2
cap 3
cap 4 
cap 5 
cap 6
Adri e Cacau - Amizade forte como irmãs
Melhores do Ano 2013
Adri e Cacau concorreram por Avenida Brasil e Cheias de Charme - Adri venceu

Clipe - Seta no Alvo (Paulinho Moska) - participação de Adri e Cacau


Twitter

 

  

Peça - As Três Irmãs  - Tchekhov 

Três irmãs, Olga, Irina e Macha, vivem durante muitos anos na província, em companhia de seu irmão Andrei. Olga, solteira que vê os anos passarem e a oportunidade de casar; Macha, esposa de um ex-professor, aos poucos percebe a mediocridade do marido; e Irina, mais nova, que é a única que ainda acredita no futuro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário